Superlux HD668B

INTRODUÇÃO

Quem acompanha o site sabe o quanto fiquei impressionado com o HD681, da Superlux. Até testá-lo, nunca havia ouvido um headphone tão bom por tão pouco. Contudo, a marca possui outros modelos – alguns, inclusive, mais bem avaliados dentro do hobby. Um desses é o HD668B que, de acordo com a marca, tenta trazer uma personalidade mais neutra e equilibrada.

Graças à GearBest, consegui um HD668B para avaliação. Trata-se de um circunaural aberto de baixo custo desenvolvido para uso profissional. Ele custa em torno de 30 dólares.

Link para o produto aqui.

 

ASPECTOS FÍSICOS

O HD668 é praticamente igual ao HD681 – ou seja, é uma cópia do AKG K240 toda em plástico e com qualidade de construção apenas aceitável. Não há qualquer tipo de luxo ou firula. Assim como seu irmão mais famoso, o conforto é apenas razoável. Vê-se que estamos falando de um projeto simples em termos de ergonomia, e apesar de não haver pressão lateral ou superior significativa, há alguns pontos de pressão em locais um pouco estranhos.

Mas há diferenças significativas em relação ao HD681, que já começam pela embalagem, que é mais completa e conta com dois cabos além da sacolinha de transporte de nylon. O cabo do HD668B segue um esquema inusitado visto em outros fones da marca: ao invés de um conector fêmea no fone, há um micro cabo em uma das conchas, terminado num P2 macho. A embalagem conta com duas extensões, de tamanhos diferentes, que podem ser conectados ao fone. É uma solução interessante, mas que abre margem (como já vi) ao surgimento de algum rompimento no micro cabo do fone. Também é incluso no pacote um adaptador P2-P10.

A última diferença, fora as cores, é o sistema de regulagem do arco. Enquanto o HD681 utiliza uma tira de courino suspensa por elásticos, como o AKG K240, o HD668B possui o que parecem as wings de alguns fones da Audio-Technica.

 

O SOM

O HD668 apresenta uma assinatura brilhante, mas, ao menos para os meus ouvidos, sem grandes exageros. O que acontece é que os agudos em geral têm bastante presença, mas o mesmo ocorre com os sub-graves. Consequentemente, os médios aparentam estar recuados, porém novamente não de maneira excessiva. O resultado é que ao mesmo tempo em que o HD668B pode ser visto como um fone com resposta em V, isso não traz grandes prejuízos em termos de equilíbrio tonal e timbre.

Sua sonoridade resultante pode ser vista como elegante e detalhista mas também, quando necessário, como uma grande pancada. É muito engraçado comparar ao AKG K240 porque ele, em comparação, devido à personalidade centrada nos médios, parece um rádio de pilha. O Superlux é um fone muito mais vivo e envolvente.

Vamos começar pelos agudos: eles talvez sejam o grande destaque do HD668B, porque estão consideravelmente para a frente em sua apresentação. Pratos de bateria ganham vida – pode parecer estranho inicialmente, porque guitarras podem ficar mais para trás, mas minha sensação é de que parece ser uma mixagem ligeiramente diferente que não soa artificial. Além disso, o timbre é muito bom. Algo de que gosto muito da música Roswell’s Spell, do Chevelle, é a marcação do tempo com o hi-hat aberto no refrão. No HD668B, isso tem ainda mais destaque, e o resultado é sensacional. Mas basta chegar ao refrão que as guitarras assumem a linha de frente.

Ao mesmo tempo, tenho total certeza de que esses mesmos agudos irão incomodar muitas pessoas porque eles são, de fato, fortes. Na faixa Big Boi, da ABRA, em alguns casos eles parecem uma lâmina nos ouvidos. Porém, não é como no HD681 da própria Superlux porque, nele, há um pico bastante evidente. Aqui, toda a região é levantada, desde os médio-agudos. Também não é como um Sennheiser HD800, porque neste fone alemão parece haver um pico localizado nos médio-agudos e, ao contrário do que ocorre no HD668B, não há uma “cama” de sub-graves pronta para amaciar uma apresentação que se torna, no final das contas, estéril.

Não quero, evidentemente, comparar os dois fones – o HD800 é superior em basicamente qualquer aspecto –, mas devo observar que no caso do Sennheiser, o resultado final nas altas frequências me incomoda muito mais do que no Superlux.

Os médios, como já disse, ficam um pouco recuados na apresentação – porém, o timbre é bom. Eles me soam relativamente naturais, mas de uma forma um pouco mais distante, fria e com menos corpo. O resultado varia conforme a mixagem, e felizmente os problemas reais (como o fato de a voz de Pete Loeffler ficar um pouco sem vida na Hats Off to the Bull) são a exceção, e não a regra.

Nesta área, em particular, prefiro o resultado com o HD681. De alguma forma, seus médios trazem, justamente, mais corpo e tridimensionalidade. É possível que isso ocorra porque no HD668B, toda a região dos agudos é levantada.

A espacialidade apresentada pelo HD668B também é bastante interessante. A música COME 4 ME da ABRA deixa isso evidente: boa espacialidade e precisão. Neste aspecto, aliás, uma comparação com o Audio-Technica M50X, um campeão em claustrofobia, é covardia. O Superlux é consideravelmente mais aberto e arejado, mas consegue trazer ótimo impacto e força ao mesmo tempo. A meu ver, é consideravelmente melhor do que o Audio-Technica AD700X porque consegue trazer um palco sonoro igualmente expansivo, porém mais tridimensional e com maior profundidade. Há muito detalhamento, mas sem perder a musicalidade. Por isso, em minha opinião o HD668B é um fone consideravelmente mais interessante para os que buscam um fone que sejam bons para música e jogos.

Uma única observação é que este Superlux, assim como o HD681, não é um fone absurdamente fácil de ser empurrado. Algumas placas-mãe podem ter dificuldade em tirar dele um volume satisfatório, o que pode exigir um investimento numa placa de som dedicada ou num conjunto de DAC e amplificador.

Já os graves são, para estes ouvidos, na medida, com extensão excepcional. Alguns podem achar que falta graves, já que de fato eles não são dramaticamente presentes e o incremento na região apresentado pelo HD668B está nos sub-graves. Porém, é justamente disso que gosto porque há todo o peso necessário para prover uma apresentação autoritária, mas sem interferência no restante do espectro. Aliás, há mais baixas frequências do que no HD681.

Apesar disso, em algumas situações eu até gostaria de uma presença a mais nessa região, mas sei que não seria natural. Além disso, uma outra questão, que é difícil de apontar, é que em algumas situações acho que falta um pouco de substância… é como se os graves fossem, de certa forma, mais ocos do que o que encontro no BeoPlay H6 ou no Focal Elear. Mas não é, de forma alguma, um problema significativo.

 

CONCLUSÕES

Mais uma vez, me vejo encantado com um fone da Superlux. Mas não é sem motivo: o HD668B é muito próximo do HD681. É como se fosse o mesmo fone, mas com uma voz um pouquinho diferente. Por isso, boa parte dos elogios que fiz para este em sua avaliação, posso fazer para aquele. Ou seja: trata-se de um ótimo fone, e de um fone excepcional para sua faixa de preço.

Em algumas situações, prefiro o HD681 por conta de seus médios mais encorpados e tridimensionais. Em outras, o equilíbrio ligeiramente maior e graves um pouco mais presentes do HD668B me soam mais agradáveis.

De qualquer modo, o ponto crucial é que temos aqui, no final das contas, dois fones que vão muito, muito além do que o preço sugere. Sinceramente, para uso em casa, nunca ouvi nada (fora outros Superluxes, como o HD681EVO e HD662EVO, que serão avaliados futuramente) equivalente por menos de R$500. Eles são portas de entrada excepcionais para a audiofilia e, incrivelmente, fones que conseguem, sob alguns aspectos, competir com outros que custam dez vezes o seu preço.

A Superlux continua surpreendendo.

 

Superlux HD668B – aprox. R$100,00

  • Circunaural dinâmico fechado
  • Sensibilidade (1 mW): 98dB SPL/mW
  • Impedância (1kHz): 56Ω
  • Resposta de Frequências: 10Hz-30kHz

 

Equipamentos Associados:

HP Spectre x360 15” 2017, Benchmark DAC1 PRE, Samsung Galaxy S8+

55 Comments
3
  • Marwin

    Tenho um há quase um ano, tive problema justamente com o micro cabo se romper, mas foi fácil de resolver. Ótimo fone!

    • É Marwin, seu caso não é o primeiro que vejo! É possível que a borrachinha simplesmente se desgaste…

  • Edrei Almeida

    Seus reviews são Tops Leonardo. Tô ansioso pelo seu Review do HD662EVO. Estou em dúvidas se compro o HD668B ou se vale mais a pena investir um pouco mais e comprar o 662EVO.

    • Obrigado, Edrei! Ainda não sei quando sai o review do HD662, mas que vem, vem 🙂

  • Diogo Rosa

    Oi, @leopdrummond:disqus . Você conhece um fone chamado Somic MM185? Ele tem bons reviews na Amazon e parece uma alternativa interessante ao Superlux HD668B (ou 661, conforme postei no artigo deste), tanto em preço quanto em qualidade.

  • Jimmy Page

    Olá novamente Leonardo Tudo bem? Esse superlux dá para comparar com o Sennheiser hd 598?

    • Jimmy, veja que essa é uma resposta com a qual MUITOS não vão concordar. Mas, a meu ver, sim – apesar da tonalidade completamente diferente, da qual vc pode não gostar.

      • Jimmy Page

        Dei uma olhada no seu EXCELENTE Guia Mind The Headphone e gostei do sennheiser 598, mas ao pesquisar mais sobre ele, vi que tem 3 versões. As versões sao o 598, 598 SE e 598 SR. Eles tem alguma diferença sonora ou são todos iguais?

        • O HD598 SE é um HD598 preto, e o HD598 SR é o HD598 SE com um arco atualizado. Sonoramente, são iguais.

  • Redson Rodrigo

    Olá Leo, parabéns pelo excelente trabalho, realmente seus canais são um ponto de apoio no Brasil. Pretendo adquirir um headphone de até $500, aberto, para ouvir música clássica. Qual me indicaria? um forte abraço e desde já, obrigado.

  • Caio Ribeiro

    Oi @leopdrummond:disqus , pretendo comprar um fone da superlux, exclusivamente para jogos e música, porém estou na dúvida entre esse HD668B que você já fez essa análise e entre o HD662 EVO, não achei nada no seu site sobre o HD662 EVO, poderia me esclarecer qual o melhor e as diferenças ? Obrigado.

    • Caio, o HD662EVO é fechado, tem um pouco menos de agudo que o HD668B. Mas são muito parecidos, se vc gostar de um, vai gostar do outro também!

  • Santroph

    Eu vi que você diz que os Superlux são basicamente uma cópia do AKG K240. Gostaria de compartilhar com você que ambos são basicamente uma cópia (quase até os mínimos detalhes) do excelente SAMSON SR850. Até mesmo a headband do AKG e do Superlux 681. Me parece que o mais antigo deles é justamente o Samson que foi desenvolvido para ser um monitor profissional para estúdios de gravação.
    A Samson é uma marca de áudio profissional com muitos anos e mundialmente conhecida por seus microfones, e claro que sabe fazer bons fones tb.
    Tenho meu Samson há mais de 10 anos, e até hoje está em perfeito estado. Devo dizer que uso ele diariamente para musicas e jogos e nunca me decepcionei. Tenho mais de 40 fones, alguns de mais de 300 dólares e ainda não encontrei algum melhor que este ótimo fone de (hoje) 35 USD (65 MSRP).
    Claro que muitos outros são ótimos também, mas melhor, ainda não.
    Características diferentes em cada: in-ear, on-ear, over-ear, wireless, bluetooth, com ou sem cancelamento de ruídos, marcas consagradas ou desconhecidas, e ainda assim, louvo o Samson SR850.
    Só gostaria de dizer isso para que seus leitores possam também ter essa opção.
    Abraço.

  • Renata Junqueira Terra

    Leo, td bem?! Esse ‘e o ultimo post de fones de ouvido, ou sou eu que nao estou achando outro post de fevreiro ou de agora de marco? Estava pensando aqui, nao tem sera que nenhum lugar mesmo aqui em SP para testar alguns fones de ouvido que nao sejam essas lojas que vendem apple que sempre tem esses beats da vida ou uns fones meia boca da jbl?rs….acho que so viajando para USA mesmo pra poder ouvir um GRADO, Jh Audio, Sennheiser Profissional, etc ne =/? rss

    • Oi, Renata! Teve o do ED12 e o do Xtreme Ears no YouTube 🙂

      Mas fones assim, só fora mesmo… o mais próximo que conheço aqui é a Foneland, aí em SP!

      • Renata Junqueira Terra

        Obrigada =). Eu fico pensando aqui…sera que meu ipod nao ‘e fraco demais pra ”empurrar” como vcs dizem rs, a qualidade do meu fone shure, o sony? E os que vou comprar daqui uns meses..pretendo ne…grado….n sei se outra tb..pq vi no encontro, e vejo muitos comentarios de pessoas que usam ou celular, iphone, smartphone com amplificador/dac, ou um mp3 otimo que vem com dac tb, acho, como um dos meninos que estavam la aquele dia em cima…fico pensando nao ‘e possivel, deve melhorar muito a qualidade, ou ser’a que todos estao com dinheiro sobrando, rs….queria uma coisa mais vibrante e acho sem grava o som que ouco…mesmo no shure 535cl.

        • Então Renata… pode sim fazer alguma diferença, mas sinceramente, ela é muito menor do que parece, principalmente se vc estiver usando fones fáceis, como o Shure e até mesmo os Grado. Uma diferença imediata é o volume, mas se vc já consegue um nível satisfatório com o celular, tá bom, entendeu?

          Por exemplo, vc disse quer acha o som do SE535 sem graça. Acredito que isso aconteça porque ele é mais centrado nos médios e não tem tantos graves e agudos assim. Um amplificador até pode trazer um pouco mais de vida aí, mas definitivamente nada da água pro vinho. Isso não vai transformar o fone, entende?

      • Renata Junqueira Terra

        Acabei de ir la, que pena, so tinham fones ”baratinhos”…menos de R$1000,00. Ficaram um tempo com o mostruario do fone AKG N90Q, mas nao estao mais.
        Bom, so mesmo esperar pra ir pra fora…rs

  • Sidney Filho

    @leonardo Drummond, já tenho um há 1 ano porém eu sinto que o som não tá num volume agradável, a ponto de sempre usar no 100 e algumas vezes achar baixo, poderia ser problema de empurrar o fone? Já que uso uma placa mãe mais de entrada de segunda geração, um tanto quanto antiga, um DAC/AMP, talvez resolveria meu problema?

    • Sim Sidney, isso acontece porque o fone pede mais potência do que sua placa mãe entrega. Um amplificador resolveria sim seu problema, mas acho que só faria sentido se for um bem barato, como um FiiO K1. Caso contrário, vai ser mais caro que o fone!

      • Sidney Filho

        Obrigado pela rápida resposta e ainda por cima vir com uma indicação do que comprar!

  • jepherson

    @leopdrummond:disqus estou pensando em adquirir um HD 668B, mas minha placa de som integrada Realtek® ALC892 não deve conseguir empurar o fone, estou vendo um xonar dgx, o que acha? poderia me indicar outra placa de som mais barata para que o fone me entregue todo seu potencial? utilzação em games FPS e musicas.

    • Acho que pode ser interessante sim Jepherson. Mas não sei indicar outra placa porque não tenho muito conhecimento sobre isso!

  • Marcelo Alves

    @leopdrummond:disqus Parabéns pelo review, muito bom, me ajudou muito. Estou pensando em comprar um HD668B, mas por ser aberto estou com dúvida se o vai incomodar as pessoas que estão próximas assistindo televisão ou dormindo. Vou usar o fone principalmente na sala de estar onde pessoal assiste televisão, e da minha mesa do computador até o quarto tem uns 2 metros de distância.

    • Marcelo, é até possível que as pessoas escutem num ambiente muito silencioso, mas ainda assim vai ser muito baixo. Ele não é tão aberto quanto um HD600, Focal Elear, esse tipo de coisa!

  • Wesley Silva

    Tenho um 681 EVO e adoro ele, gosto muito de trilhas sonoras então sou meio “obcecado” por áudio de qualidade haha, sendo assim futuramente pretendo fazer upgrades para fones cada vez melhores conforme puder, poderia me indicar alguns modelos que ao seu ver seriam um passo acima e valeriam o upgrade para eu ter uma noção? em questão de música ouço mais eletrônica e rock/indie, e também uso para jogos de forma geral. Obrigado desde já, e parabéns pelo excelente trabalho!

    • Wesley, a meu ver, com o HD681EVO, vc tem que passar dos R$1.000 pra ter um upgrade realmente significativo, a menos que queira uma sonoridade diferente. Boas opções são Philips Fidelio X2, Sennheiser HD600, AKG K701 e suas variantes e os HiFiMANs.

  • Ronan Benitis

    A ambientação 3D (não sei o termo técnico pra isso, seria sound stage?) do 681 é superior ao do 668B?

    Como quero um equipamento focado para jogos, creio que esse deve ser o aspecto mais importante. Ou seja, vale a pena comprar um 668B na Gearbest, aguardando muito tempo, ou pagar uns R$50,00 por um 681?

    Algum desses dois se comportariam melhor no uso para jogos?

    • Ronan Benitis

      Perdão, pagar uns R$50,00 A MAIS por um R$681.

    • Ronan, dá uma olhada aqui 🙂

      https://www.youtube.com/watch?v=q5TJsbjqv3M

      • Ronan Benitis

        Leonardo! Muito obrigado pela resposta. Que baita conteúdo e qualidade, eim?

        Gostaria de ter conhecido seu canal antes! Dei uma olhada nesse vídeo, os do HD681 e HD668B e sobre Headset gamers também do seu canal. Estou bem mais confiante em pegar o HD681 agora, acredito que ele deva me render uma experiência muito boa já que nunca tive um contato com headphones de qualidade desse tipo. Ou seja, em sua opinião, não há uma melhor escolha para games entre os dois Superlux, ir pelo HD668B e HD681 será um caminho plenamente correto (conclusão que tive ao ver seus vídeo)?

        Ouço diversas reclamações das almofadas do HD681, você recomendaria alguma outra que não interfira no som (tipo, não o abafe ou algo do tipo)?

  • Renato Bartolomeu

    Fala Leonardo! cara uma dúvida rápida, eu tenho o HD 681 e apesar de na análise você ter escrito que são fones parecidos, você acha que vale a pena adquirir o HD 668B ou a diferença é tão pouca que não vale o gasto? vi umas vantagens que gostei, ele vem com um cabo menor né? eu jogo no PS4 e isso seria bom por plugar no controle.

    • Renato, é muito difícil prever como vc vai encarar essa diferença… eu posso achar que ela é pequena, mas vc pode achar grande! Entende?

      Mas, pra mim, o HD668B vale sim a diferença de preço.

      • Renato Bartolomeu

        Ah sim entendi! bom, vou pensar sobre, como ele não é um fone caro talvez eu pegue sim. O HD 681 foi o primeiro fone que comprei da Superlux e sinceramente o primeiro fone de qualidade que eu realmente senti diferença ao ouvir, pois antes eu só tinha usado fones abaixo de R$ 100 e nem imaginava que notaria grande diferença, fico imaginando o que mais tem por aÍ dos mais caros.

        Agora falando sobre uma compra de um Fone mais caro, algo que difere do som desse que eu tenho e seguindo tesse perfil que falei de usar em jogos e na parte de música eu curto muito Hard Rock, gosto de músicas instrumentais no violão (fingerstyle), algumas bandas de musicas country tipo Lady Antebellum, New Age tipo Yanni, enfim entre outros estilos.. e o que não costumo ouvir é musica Eletrônica, Samba/Pagode, Funk (pelo menos não esse que eles chamam de Funk hoje em dia aqui no Brasil kk), Rap/Hip Hop e Sertanejo. Quais suas recomendações nesse caso? eu sei que muitas vezes é algo bem particular mas mesmo assim, quais fones você acha interessantes nesse caso se vc fosse comprar?

        • Renato, depende muito do que vc pretende gastar! Qual o seu orçamento?

          • Renato Bartolomeu

            Bom, eu ainda não defini um valor especifico, mas pode ser opções de preços elevados sim, meu Superlux foi mais pra entrada mesmo, agora o foco mesmo que eu quero é qualidade alta, tipo sonho de consumo mesmo! heheh

          • Renato, nesse caso iria num Audez’e LCD-X, Focal Clear ou então num Grado RS1e.

  • Jonas Barbosa

    Você acha que esse é melhor que o Fidelio X2? Os dois fones foram muito bem avaliados por você, aí fiquei na dúvida.

    • Rapaz, o HD668B é fantástico, mas o X2 é outro nível… é um dos melhores fones até a faixa dos 500 dólares!

      • Jonas Barbosa

        Vi várias reviews elogiando muito o X2 e acabei comprando. Agora só esperar uns 2 meses kkkk

  • Bruno B. Silva

    Leonardo, recentemente adquiri o HD668B, para utilizá-lo em casa mesmo, e o KZ ZST, para usar na rua com o celular. São fones realmente incríveis, principalmente comparando-os com alguns outros equipamentos que eu possuo. Porém, não sei se são os meus ouvidos, ou é realmente uma característica dos dois fones, mas eu simplesmente não estou sentindo a presença da voz nas músicas. A música em si é tocada perfeitamente, porém, sinto que os vocais não fazem jus ao conjunto, como se a voz não fizesse parte da música, foi tirada a voz de um arquivo 128 kbps e colocada em um arquivo de 320 kkk… Falta algo ali.
    Você acredita que realmente esses 2 fones podem passar essa característica, eu que estou ficando doido mesmo, ou você conhece algum fone, na mesma faixa de preço, que seja parecido com a parte boa de ambos, porém, com vocais realmente vivos?

    • Bruno, é muito difícil responder a uma pergunta como essa… provavelmente é a forma como vc percebe a assinatura sonora deles.

      Tenta ver um Edifier H840 e um VE Monk+!

  • Lucas Marta

    Ola Leonardo.
    Existe alguma opção em lojas brasileiras com o mesmo custo beneficio do SuperLux na Faixa de preço até R$ 160,00.

    Parabéns pelos videos e pelo conhecimento dividido.

    Obrigado.

    • Lucas, tem o Arcano SHP80, que é ótimo!

      • Lucas Marta

        Comprei o Arcano depois de sua indicação.
        Também procurei em outros foruns e vi que algumas pessoas acabam preferindo o Arcano ao Superlux, talvez por questões de qualidade de acabamento e conforto.
        Assim que o produto chegar volto dando um feedback pessoal.

        Obrigado @leopdrummond:disqus !!

  • Eduardo Barbieri

    Olá Leonardo, estou em duvida entre o Superlux Hd681, HD668B e o Edifier H840, utilizo para ouvir musica por bastante tempo durante o dia e ocasionalmente jogar, hoje possuo um Philips SHP 2000.

    Na sua opinião qual dos 3 devo comprar?

    Parabéns pelo site e o canal.

    Obrigado.

    • Depende, Eduardo. O H840 é um fone mais equilibrado, mas também mais “sem graça”. Os Superluxes são muito parecidos, e têm uma assinatura mais brilhante. Vai de gosto!

      • Eduardo Barbieri

        Obrigado pela resposta. Resolvi investir em um ATH-M50X, o investimento é bem maior, mas pelo que pesquisei é um fone muito superior.

        Será meu primeiro fone realmente de qualidade.

  • Ivan

    Olá Leonardo! Tenho dois sennheiser, HD201 (muito bom, brilhante, graves reais “poucos graves ora maioria”) e o Hd 202 (Bom, muito grave (incomoda), médios um pouco escondidos, não tão “cristalino”, mas com bastante volume). Agora tô a fim de um aberto (experimentar coisas novas) pra ouvir música (clássico, pianos, rock) e jogar videogame… não sou um basshead, mas a qualidade e clareza (cristalino) são prioridades. Independente do preço, qual desses dois superlux (HD 861 e 668b) vc recomenda pra mim? Desde já agradeço mto. canal legal, vou acompanha-lo ^^

    • Ivan, em seu caso, optaria pelo HD668B, porque é provavelmente o que vai atuar mais como complemento ao que vc já tem!

  • Luiz Mike Nascimento Teixeira

    Parabéns pelaa análises, não conhecia o site e to adorando lendo várias análises, gostaria de saber se você ja teve a oportunidade de testar um fone da marca chinesa Bluedio, e qual sua opinião?, continue com as otimas análises aqui e no YouTube, abraços .