Fones gamers são bons?

Se você é minimamente ligado em tecnologia, já percebeu que os headsets gamers se tornaram onipresentes no mercado de fones de ouvido. Eles nada mais são do que fones com microfone, voltados para o público gamer. Mas fica a questão: o quão bons são esses equipamentos, principalmente comparados a fones tradicionais?

Bem, em minha experiência… não muito. Já tive a oportunidade de testar alguns headsets – inclusive de marcas “renomadas”, como a Razer e, sinceramente, fiquei muito impressionado com o quanto eles eram ruins. Sonoridade totalmente desequilibrada em ambos, em um para o lado escuro, embolado e sem definição e no outro para uma apresentação magra e estridente. E estou falando de fones que custavam mais de R$500.

Em minha opinião, o grande problema é que fones gamers parecem priorizar perfumarias, e não um real bom desempenho sonoro. Focam na estética, em luzes, em softwares mirabolantes e em outras artimanhas para conquistar um público que, com muita frequência, acaba se encantando com elas e talvez acabe se esquecendo que o maior objetivo de um fone de ouvido é trazer uma boa qualidade sonora.

Evidentemente, não há nada de errado em procurar essas características e funcionalidades e pagar por elas, desde que essa seja uma escolha consciente. E, acredito, em muitos casos ela não é. Vejo boa parte desse público convencida de proezas inexistentes desse tipo de fone.

O maior exemplo de artimanha que é puro marketing é o multicanal. Já disse isso algumas vezes, e vou repetir. Multi-canal não faz o menor sentido num fone de ouvido, porque se refere à quantidade e à posição de caixas de som específicas numa sala. Essas posições são impossíveis de serem replicadas acusticamente num fone, e essa simulação (mesmo nos fones que se dizem 5.1 ou 7.1 reais é uma simulação) não traz uma capacidade de posicionamento dos sons melhor e mais natural do que um bom fone estéreo.

O multi-canal, para mim, é a ilustração perfeita dos problemas que vemos no mercado de headsets: tecnologias sem sentido que frequentemente não trazem benefícios reais em relação a opções mais tradicionais. Tudo o que vejo que fones gamers prometem – bom desempenho sonoro, com amplo palco, transparência, e definição – quase sempre podem ser obtidos em maior proporção e por um menor preço em fones comuns. De fato, esses costumam vir sem um bom microfone, mas basta adicionar um de lapela que seu problema estará resolvido. Um Superlux HD681 é uma opção de baixo custo que certamente dará um banho de água fria na vasta maioria dos fones gamers do mercado. E, se você quiser gastar mais, pode pensar num Audio-Technica AD700X ou num M50X, ou ainda num AKG Q701. Pode ter certeza: você não vai sentir falta de um surround sound emulado com um desses. Vai experimentar a boa acústica de um bom fone e não vai mais querer olhar para trás.

Existem, porém, exceções: como esse mercado tem crescido, ele aparentemente chamou a atenção das grandes fabricantes de fones, que passaram a oferecer seus próprios produtos voltados a esse público. Um exemplo é a linha GAME da Sennheiser, com alguns modelos baseados na linha HD5XX, consagrada por seu ótimo desempenho para músicas. Então, algo como um GAME ONE ou GAME ZERO nada mais são do que excelentes fones de ouvido com um microfone integrado. O mesmo vale para fones como o Kingston HyperX Cloud, que é baseado num fone OEM que também tem versões oferecidas pela Arcano e Takstar. É novamente uma versão para jogos de um fone feito para música.

Por isso, minha sugestão é essa: se você quer um fone para jogar, a menos que esteja considerando fones comuns convertidos para headsets, como os da Sennheiser ou o HyperX Cloud, fuja de fones gamers. Um bom fone para música, como um Superlux HD681, aliado a um microfone externo vai trazer todo o desempenho que você precisa – e, por vezes, a um custo muito menor.

32 Comments
4
  • Luis Felippe

    Bom dia Leonardo, to pensando em pegar um superlux hd681 mas vi que ele é meio aberto, to querendo pegar um fone para escutar musica e isolar barulho de pessoas falando, o hd681 cumpre bem isso? se não, tem algum na faixa de preço que tu recomenda?

    • Luis, dá uma olhada no HD682EVO!

      • Leandro Carvalho

        Leonardo…tem análise desse Superlux HD681?

        • Leandro Carvalho

          Desculpa Leonardo…procurei um pouco melhor e achei a análise…
          Deixa eu incrementar minha pergunta:

          Trabalho com coral de black music…queria um headphone pra estudar em casa, escrever as vozes e etc…o importante pra mim é ouvir a divisão de vozes bem definida…
          E não tô com grana, nesse momento, pra investir muito…Mas o preço dele tá ótimo.
          Recomenda ele (superlux hd681) ou indica algum outro na mesma faixa de preço?

          • Leandro, se vc quer destaque nas vozes, o HD681 não é uma boa pedida… mas é difícil achar algo parecido na mesma faixa de preço. Há o Edifier H840, mas é mais caro. De repente dá pra pensar no HD668B!

          • Leandro Carvalho

            Obrigado Leonardo…
            Já tinha visto algo sobre esse Edifier que tu falou…
            Talvez eu tente fazer um esforço.

            Parabéns pelo site…conteúdo de qualidade

  • João Pedro Montagna

    Conforto extremo e qualidade a um preço justo no fone de ouvido profissional da AKG mod. K52, um microfone de lapela ou de mesa e pronto … Quer mais, vai k72, k92 ou se quer quer mais sons graves cai em k182 com preço maior mas justo.

  • José Mauricio

    Discordo em relação ao surround, faz muita diferença sim, já testei diversos headsets, fones de ouvido, amplificadores como Astro A50, XOSeven, Sennheiser hd598, hd650, hd700, hifiman he400i entre muitos outros, e concluo que jogos competitivos e até mesmo single player envolventes faz todo sentido utilizar a simulação surround. A busca do fone gamer perfeito não passa por sons estéreos, vide esse guia

    https://www.head-fi.org/f/threads/mad-lust-envys-headphone-gaming-guide-3-18-2016-mrspeakers-ether-c-1-1-added.534479/

    Dessa forma precisa abrir sua mente com relação a fones com utilização gamer, faz toda diferença emulação oriunda de um Astro Mixamp, ou um Turtle Beach DSS, ou até mesmo das placas de áudio dedicado.

    • Aluisio

      Simulação ? Com um shp9500s eu tinha total discernimento espacial, com 2.0 mesmo. O fone já é feito acusticamente pra te trazer essa sensação espacial, emular algo que não é próprio do fone é jogar o palco sonoro dele no lixo.

      Claro , se ajuste sonoro do fone for exclusivamente digital, a emulação pode até fazer mais sentido.

      Mas se o foco é usar surround em qualquer fone e obter resultados, é algo muito vago. Uma mesma fórmula de alteração vai dá ganhos positivos em fones construídos de formas totalmente diferentes? É como se fosse medicar todo mundo com benegripe e dizer curou todas as doenças do mundo.

      • José Mauricio

        Qualquer fone vai se beneficiar de um bom surround para jogos, inclusive os closed, se vc testar o seu philips com uma boa placa vai obter resultados muito melhores de posicionamento do que seu 2.0 convencional.

        • João Raizer

          Você esta equivocado, um surround até a presente data nao supera um BOM 2.0, nao tem como obter melhor posicionamento sem nenhum atraso num surround, ele só manipula o delay do som para que crie uma falsa sensaçao de melhor posicionamento.

          • José Mauricio

            Um sennheiser hd700 você considera um bom 2.0? Pois é, ele como surround fica muito melhor do que usar no estereo.

          • Rafael Goulart Deejay

            Não adianta, a maioria nunca testou de fato mas repete o que leu em algum lugar alguém falando e etc e fica repetindo o discurso sem nunca ter testado de fato

          • José Mauricio

            Exato rafael, se é possível acreditar que um fone xing ling pode ser uma compra boa, porque não apostar em um bom surround para seus jogos?

          • Rafael Goulart Deejay

            HD 598, 681 evo, 681, Fidelio L2 e A5 pro são bons?

      • Rafael Goulart Deejay

        Eu já usei razer surround, sbx (Creative) e Dolby Headphone. o sbx melhorava bastando meu desempenho in game com o HD 598 e 681 evo sem interferir tanto no som, o Dolby o desempenho melhorava mas o som ficava realmente bem ruim, o razer surround não interferia tanto no som mas não ajudava tanto quanto os outros

        • José Mauricio

          Pra quem gosta dessa tecnologia, está disponível no Xbox One o Dolby Atmos pra headphones, no momento pouco conteúdo, mas o filme OKJA já dá uma boa amostra no Netflix, recomendo a todos.

    • Trovalds

      Uma coisa é desenvolver um fone voltado pra games E os games terem a produção de áudio voltada pra essas “simulações”. Dentro de um game claro que vai funcionar lindamente. E daí? Se você precisa de um fone pra ouvir música com um mínimo de qualidade simplesmente vai comprar outro? O artigo é claro em dizer que o fone game é ruim pra outras finalidades, não foi criticado a qualidade dele pra jogo. O que, aliás, não é o foco do blog.

      E o fone sozinho não faz milagre. Se você não tiver também uma placa de som minimamente decente, aí sim é que você pode ter um fone gamer do outro mundo que não vai fazer diferença MESMO. Exceto se você comprar algum com placa de som própria que se liga ao computador via USB.

      • José Mauricio

        Não discordo em relação a qualidade dos fones de ouvido, pelo contrário concordo plenamente, discordo da posição em relação ao surround e tecnologias de posicionamento.

    • José, a questão, pra mim, é que essas emulações são feitas por software, e não por hardware. Então por mais que vc possa gostar do resultado que ela te proporciona, vc não precisa de um fone gamer pra isso, entende? Se vc gostar dessas simulações, um fone melhor (como os que já citei no vídeo) com elas aplicadas vai te trazer um resultado ainda mais interessante. E, de qualquer maneira, ainda não será um multicanal de fato porque o que fones podem fazer, em relação a isso, não se encaixam na própria definição de 5.1 ou 7.1.

      • José Mauricio

        É isso mesmo Leonardo, concordo plenamente em relação a qualidade dos fones gamers, apenas discordei com sua posição em relação à emulações, tanto que há novidade quanto ao dolby atmos para headphones, dê uma checada, achei fenomenal o resultado final.

  • Rafael Goulart Deejay

    O 681 é incrível mesmo, não sinto falta nenhuma do HD 598 pra jogar FPS, vou pegar um ad700 de teimoso pra ver quão grande é a diferença

  • Trovalds

    Uma dúvida: o Superlux HD681 EVO é fechado em se comparando com o HD681?

  • Thiago A.

    Pra mim são irrelevantes, não sou gamer, então…

    • Meu caso também, Thiago! Mas como esse mercado tem crescido tanto, acho legal dar uma opinião!

  • Artur Barth

    Um Sennheiser gamer como o One ou o Zero possuem alguma vantagem frente ao Superlux ou algum outro fone? Eles são bem caros e teriam que ter uma vantagem na minha opinião.

    • Artur, são sonoridades diferentes e, a meu ver, sob vários aspectos, melhores.

  • Maicol Vieira

    Leonardo peguei um Superlux 668B ele é bom? Melhor que o 681? Obrigado, olhei dois vídeos teus e realmente são muitos bons.