Philips Fidelio X2

INTRODUÇÃO

IMG_7199A Philips fabrica fones de ouvido simples há algum tempo, mas me parece que apenas recentemente a marca entrou nos radares dos audiófilos. Primeiro foi introduzida a linha Citiscape, composta dos modelos Downtown e Uptown. Ambos são headphones portáteis, com qualidade de som competente, estilo e baixo preço.

A grande guinada, porém, veio com a linha Fidelio. Com ela, a fabricante resolveu abraçar de vez o mundo do áudio, com aparelhos que aliam designs inusitados e atraentes e que buscam alto desempenho em termos de som. Me parece um pouco com uma Bang&Olufsen um pouco mais barata.

Atualmente, a linha conta com dois intra-auriculares e três full-sizes: o M, os L e os X. O X e o L estão já em suas segundas versões (L2 e X2) e mostram uma característica muito interessante da Philips: eles não são somente versões melhoradas de seus antecessores, mas também trazem diversas alterações que foram definidas a partir de opiniões de consumidores. Por exemplo, o L1 tinha um cabo com impedância muito alta, e por isso o fator de amortecimento do fone era prejudicado, resultando em graves soltos. No L2, a Philips corrigiu esse problema. No X1, muitos reclamavam (com razão) do fato de as almofadas não serem removíveis. Mais uma vez, a marca atendeu às solicitações e colocou essa função. Esse tipo de atenção ao mercado é menos comum do que eu gostaria, e é bom ver que a fabricante está atenta.

O modelo que tenho em avaliação é o X2, o topo de linha da marca. Trata-se de um circunaural aberto de aproximadamente 300 dólares.

 

ASPECTOS FÍSICOS

A primeira coisa que chama atenção no X2 é o tamanho. Já pude testar um L1 e é um atraente e compacto fone portátil. O X2, porém, é imenso. Os cups não são tão menores que os do HD800, e o arco é consideravelmente maior. Trata-se, sem a menor dúvida, de um fone feito para ser usado única e exclusivamente em casa.

IMG_7207O cabo também é evidência dessa pretensão. É bem longo, apesar de incluir uma pecinha cujo objetivo é juntar algumas seções do cabo para deixá-lo mais compacto. É revestido de tecido e muito bem acabado, mas infelizmente há bastante microfonia: qualquer arrasto do cabo em alguma superfície é audível. A conexão ao fone é feita por meio de um conector P2 comum, o que permite o fácil recabeamento. Do outro lado, há uma outra terminação P2, e o fone inclui um adaptador comum para P10.

O fone, além de muitíssimo elegante e atraente, é extremamente bem construído: é majoritariamente feito de metal, porém com algumas raras partes de plástico, o arco revestido de courino e a banda elástica superior de tecido. As almofadas, removíveis por um sistema de ímãs, são de veludo, o que traz conforto mas atrai muita poeira. O fone é um pouco pesado, mas não há pressão lateral ou superior significativa. Apesar de confortável, ele não é tão anatômico quanto os Sennheisers HD600/HD650. Eles ainda saem um pouco na frente nesse quesito, ao menos para mim, porque o X2 coloca um pouco mais de pressão na parte superior da cabeça do que eu gostaria.

 

O SOM

Já que falei em Sennheisers, vamos começar assim: o Fidelio X2 me lembra muito esses dois alemães, com uma sonoridade musical, sedosa e mais escura – e acho que muitos aqui sabem o quanto gosto deles.

No entanto, nos graves, algumas diferenças significativas começam a aparecer. Nessa região, o Fidelio X2 traz um significativo incremento de atividade, mas sem nenhum exagero. Os graves são bem fortes, mas é um incremento semelhante ao do Superlux HD681 no sentido de que parece mais concentrado nos sub-graves e que, portanto, não interfere em outras faixas do espectro.

507788875_713016570_oMas a diferença na “pancada” em relação ao HD650 é significativa. Os graves não são incrivelmente secos e definidos, soando um pouquinho soltos, mas é um desempenho muito musical. Inclusive, não vou parar por aí: com o GS-X, é uma das melhores apresentações de baixas frequências que já ouvi. Eles são fortes na medida certa, e ao mesmo tempo em que soam sim fortes, principalmente em relação à maioria dos meus outros fones, de alguma forma eles são extremamente naturais e me parecem muito próximos do que eu escuto num bom sistema de caixas de som. Não sinto que estou ouvindo um fone basshead, e sim que estou ouvindo algo quase real, próximo de um sistema estéreo tradicional, mas divertidíssimo.

No entanto, uma crítica – quer dizer… não é uma crítica, apenas a descrição de uma característica que vai ser submetida ao gosto pessoal do ouvinte – é que a apresentação acaba sendo mais pesada, e o HD650 é mais leve e me parece mais arejado. Consequentemente, sua apresentação é mais relaxada, e me parece levemente mais interessante para audições descompromissadas. Considero o desempenho do Fidelio consideravelmente superior ao do Sennheiser aqui, mas é uma apresentação que, por assim dizer, demanda atenção.

Nos médios, a semelhança com os Sennheisers volta com tudo. O X2 me parece muito próximo do que ouço no HD650 e do que me lembro do HD600. E acreditem, esse é um elogio da mais alta ordem. Sou fã confesso dos dois alemães justamente porque eles me parecem verdadeiros exemplos de naturalidade, principalmente nos médios, e aqui a situação não é diferente. Não são os médios mais transparentes, menos granulados ou mais espaciais que conheço, mas estão facilmente entre os mais naturais.

Não tenho muito o que falar aqui justamente por isso, não parece haver muitas características a descrever… são médios e pronto. Acho que se há uma única coisa que posso dizer é que, pelo que me lembro, o HD600 ainda tem um pouco mais de presença nessa região, o que eu gosto. Mas são apenas duas “opiniões” levemente diferentes, uma não sendo melhor que a outra.

IMG_7201Nos agudos, a semelhança continua. Ele é bem parecido com o HD650 aqui, então em termos de presença dá para dizer que esses agudos estão muito em linha com os médios. Possui definição, brilho, textura e extensão bastante competentes. Não há a articulação e definição extremas de algo como um HD800 ou ainda de um SA5000, e aqueles que buscam uma apresentação fortemente inclinada para os agudos encontrarão opções mais indicadas, mas o Fidelio mais uma vez me remete à palavra natural.

Como consequência desse belíssimo equilíbrio tonal, tudo o que ouço do Fidelio X2 é muito bem apresentado. Realmente não há nenhum estilo que ele não se mostre perfeitamente apto a apresentar. Eletrônica, rock, jazz, pop, acústico, trilhas sonoras, hip-hop, MPB… Ele é a definição de um bom all-rounder. Acho que só música clássica é que se beneficiaria mais de uma apresentação mais analítica.

 

CONCLUSÕES

A avaliação ficou meio curta, mas há bons motivos para isso. É um daqueles raros casos em que o que ouço é tão natural e coerente que sinto que não tenho tanto o que dizer.

Estou fortemente tentado a chamar o Fidelio X2 de o melhor fone que já ouvi abaixo dos 500 dólares – em diversos aspectos específicos ele é, com muita facilidade. É um all-rounder fenomenal e que tem tudo para agradar a quase todos. O equilíbrio tonal é espetacular. É como se a Philips tivesse partido de um HD600/HD650 como base e construído algo mais divertido e excitante em cima dessa ideia, mas sem prejudicar significativamente a naturalidade do resultado. Ele basicamente não tem falhas e não há nada que ele não toque muito bem.

IMG_7206Para completar, é também um fone relativamente fácil de ser empurrado. Apesar de ficar no limite, consigo um bom volume (para o meu gosto) e graves bem competentes diretamente no meu Xperia Z2, e o mesmo acontece com um iPod Nano. É um fone que apresenta boa escalabilidade, apresentando melhoras evidentes em sistemas mais sofisticados, mas que já mostra suas muitas qualidades em quase qualquer coisa.

Existem poucas situações nas quais eu recomendaria outros fones ao invés do X2 abaixo dos 500 dólares. Portabilidade, infelizmente, não é possível, e igualmente, se alguém quer o máximo de conforto, eu ainda escolheria algum da dupla Sennheiser. Em termos de som, se alguém quiser algo que priorize a neutralidade acima de tudo, talvez o HD600 seja mais interessante. Caso o objetivo seja ter algo exclusivamente para rock, para o meu gosto pessoal (você pode discordar) ainda não dá para bater um Grado. E se for uma compra focada somente em jogos, ou se o comprador só gostar de apresentações analíticas, talvez o X2 não agrade e partir para algo mais frio, como um Audio-Technica AD700X, ou um AKG Q701, faça mais sentido.

Para todos os outros casos, é o Fidelio X2.

 

Philips Fidelio X2 – US$399,00

  • Driver dinâmico único
  • Impedância (1kHz): 30 ohms
  • Sensibilidade (1kHz): 100 dB/1mW
  • Resposta de Frequências: 5Hz – 40kHz

 

Equipamentos Associados:

Portátil: FiiO X5 + HeadAmp Pico Slim, iPod Classic, Sony Xperia Z2

Mesa: Mac Pro, Yulong D100, HeadAmp GS-X

70 Comments
0
  • Altrunox

    Conclusão: Provavelmente meu próximo headphone
    Agora pra confirmar isso só preciso saber de uma última coisa, que não ficou totalmente explícito no texto. É mais fácil de empurrar que o HD600/650?

    • Alexandre Nishikawa

      Cara, toca até do meu Samsung Galaxy Note 4… Não é o som mais decente e preciso, mas toca.

    • Exato Giovani, como o Alexandre disse. É mais fácil de tocar que os Sennheisers sim!

  • Franklin Moretti

    Finalmente o review que eu esperava. Já estava decidido que meu upgrade ao hd558 seria o hd650 ou Fidelio X2. Com esta análise ficou claro pra mim que será o x2. Esta presença maior dos graves é justamente o que eu já tinha lido e o que eu busco. Atualmente acho o hd558 muito mais agradável quando utilizo o bass boost do fiio e18. Fica mais divertido sem perder nada…

    Muito obrigado pelo artigo, impecável.

    • Obrigado, Franklin!

      Acho que ele tem tudo pra agradar. Vai fundo!

      Um abraço!

  • Frederico Veloso

    Esse era um dos reviews que muitos esperavam. Estou muito tentado a comprar um, pena que não se acha aqui no Brasil. E quando eu estava fora do país não conhecia sobre o mesmo. Como fone portátil recomendaria, como sugestão, para um próximo review fazer uma análise do Philips Fidelio L2, que também está muito bem falado e que muita gente vem trocando o seu Sennheiser Momentum por eles. Eu tb estou de olho em um que a propósito se encontra a um excelente preço no Brasil.

    • Franklin Moretti

      Poise, espero que a philips disponibilize o x2 no Brasil com um ótimo preço como fez com o L2.

    • Pois é Frederico, realmente é uma pena, porque a política de preços da Philips no Brasil é excelente.

      Adoraria testar o L2, se tiver a oportunidade, certamente vou fazer isso.

      Abraço!

  • Athos

    Ótimo review! Acho esse fone belíssimo, e já tinha ouvido falar muito bem dele. Agora fiquei mais curioso ainda. E a foto da introdução já virou wallpaper!

  • Renato_Silva_dos_Santos

    Acho que o review do X2 e Superlux eram os mais aguardados. Estou muito curioso para saber ouvi-los sendo que o segundo é bem mais acessivel hehehehe Parabéns pelo ótimo review

  • jjaguar

    Olá, Léo.
    Esse seu Review (excelente como sempre) me confirma uma coisa: a Philips concertou todos os pequenos defeitos do X1 com o X2. Acho que o meu X1 tem médios e agudos excelentes, mas não é o melhor baixo que eu já ouvi, pois considero o bass (do X1) um pouco solto e “frouxo”. Mesmo como um basshead de carteirinha, gostaria que o X1 tivesse o baixo um pouco mais apertado e com ênfase nas baixas frequências.
    Bom, parece que a Philips ouviu as minhas preces e fez as modificações necessárias no X2 …
    Por isso, a Philips merece todos os elogios.

    Ah, e eu pensei que você falaria mais da estética do produto pois acho a qualidade de construção e beleza dessa linha Fidelio impressionante!!!

    Abraços!!!

    • Obrigado, Jaguar!

      Pois é, fico feliz de ver que a marca está prestando atenção nos clientes dessa forma. É muito bom saber que ela está preocupada com isso.

      Um abraço!

      • Carlos

        Ela vem se preocupando faz tempo, inclusive o a linha Fidelio L1 e M1 e X1 são bem construídos, isso prova que não é de hoje. Os produtos estão ficando mais “interessantes” e merece destaque.

  • Guilherme B

    Ainda bem que eu não comprei o Sennheiser HD 25 – II. Valeria mais a pena este Philips ou esse Sennheiser citado? Abraços

    • Guilherme, depende do que vc busca. Na avaliação sua pergunta já está respondida: “Portabilidade, infelizmente, não é possível” e “Para todos os outros casos, é o Fidelio X2”. Ou seja, o X2 não é um fone portátil, mas se vc não precisar de um fone portátil, ele é a melhor escolha. Um abraço!

  • Marcos Filho

    Leo, em relação a escalabilidade, ele pode apresentar algum problema com um amplificafor mais potente? Tenho vontade de testar ele e o HD650 mas tenho muita dificuldade pra encontrar um AMP para os dois. Como o Schiit Valhalla é muito conceituado para o HD650 penso nele visto que esse é mais exigentr, mas dizem haver interferencias com fones de baixa impedância. Você acredita que ele pode se sair bem pensando em escalabilidade ou que eu deveria procurar um estado sólido como o Asgard, que prometeser mais versátil? Esse tipo de coisa realmente interfere ou é bobeira?

    • Marcos, o problema nesse caso não é bem a escalabilidade, é o fato de o Valhalla ser um valvulado OTL que, por consequência, possui impedância de saída muito alta – o que o torna mais indicado para fones de alta impedância pra que a regra do 1:8 (imp. de saída do amp:imp. de entrada do fone) seja respeitada. O Sennheiser HD650 tem 300 ohms, então é um fone que se dá bem com valvulados OTL como o Valhalla.

      Acho que a importância desse tipo de coisa pode em alguns casos ser menor do que muitos relatos nos fazem crer, mas o resultado pode sim piorar. Os graves do X2 podem ficar exagerados e soltos demais.

      No seu lugar, eu daria preferência a um amplificador estado sólido mesmo!

      Um abraço!

      • Marcos Filho

        Matou a charada! Muito obrigado.

  • Marcos Rodrigues

    Review exato. Só acrescento que o treble é meio agressivo às vezes, o que não ocorre nos Sennheisers. No mais, é de fato a melhor escolha abaixo dos 500 dólares, sem a menor dúvida. A Philips chegou na voadora.

    • Obrigado pelo comentário, Marcos! Mas confesso que não achei os agudos agressivos – em meu sistema pelo menos.

      Um abraço!

  • cgjusten

    Olá. Seria possivel fazer um review do Philips Fidelio NC1? Obrigado!

    • Olá cgjusten,

      Dependo de empréstimos para fazer avaliações, mas se eu tiver a oportunidade, certamente farei!

      Um abraço!

      • cgjusten

        Muito obrigado!

  • Michel Machado

    Não consegui achar reviews brasileiro sobre o Fidelio L2. Ele é mais barato que o X2, mas também tem todo esse tratamento musical por parte da Philips? O quão diferente pode ser em relação a um HD 518 da Sennheiser?

    • Michel, o X2 é consideravelmente superior, mas o L2 ainda é um bom fone. O HD518 é mais centrado nos médios, que são mais lineares, enquanto o Philips é mais em V (com mais graves e agudos), e consideravelmente mais espacial. O único quesito em que ele perde é na linearidade dos médios, mas isso em minha opinião é algo bem central.

      Um abraço!

  • Marcos Filho

    Leo, uma duvida simples, os agudos dele são semelhantes aos do L2? Achei esses bem perfurantes e nada naturais, esse tem uma apresentação mais coerente?

    • Marcos, são bem mais coerentes! Acho que vc não precisa se preocupar com isso.

      Um abraço!

  • Fernando Feitosa Tavares

    Sobre a linha Fidelio, o L2 está saindo por 650,00 reais. Como você colocaria o L2 entre os sennheisers de mesma categoria, e comparativo ao irmão maior o X2. E pelo preço de 650,00 reais, vale a pena na sua opinião?

    • Olá Fernando,

      Vou avaliar o L2 em breve, mas em resumo: sob vários aspectos é um fone bem legal, mas em minha opinião os médios não são naturais. Isso me incomoda profundamente e impede que eu realmente goste dele. O X2 é infinitamente superior.

      Ao mesmo tempo, há um número enorme de pessoas que adora o fone, então talvez seja mais provável que vc concorde com elas do que comigo. Além disso, a KaBuM! o vende toda hora por mais ou menos R$450, e nessa faixa de preço existe pouca competição em termos de qualidade de construção, conforto e detalhamento, por exemplo – ainda que que conheça vários fones mais baratos que apresentam médios que vejo como mais naturais.

      Um abraço!

      • Fernando Feitosa Tavares

        Comprei o L2. Super satisfeito, no meu ipad, no meu moto X. Tava tudo bem. Liguei no meu T430 thinkpad que tem saída 4—pole, no manual Max output de 150mw. No L2 Max input 200mw. Mas ou algo aconteceu ou fiquei maluco. Parece ter perdido a especialidade e a potência. Faz algum sentido na sua opinião?

        • Fernando Feitosa Tavares

          Levei na autorizada Phillips,e vão trocar por um novo.

          • Bem estranho Fernando, eles disseram o que pode ter havido?

          • Fernando Feitosa Tavares

            Não me disseram nada. Apenas que tinha defeito é seria trocado. Assim o foi e estou com ele desde então. Me atendendo muito bem. Desculpe a demora em responder. Só vi agora, meses depois. Pouco entro no disque.

          • Felizmente vc teve um bom atendimento! Bom saber que a marca agiu dessa forma.

  • Maedhros

    Recomenda pra corrida? Se não, qual head tu recomendaria?

    • Maedhros, vc chegou a ler sobre o fone? Além de ele ser um circunaural imenso, é aberto. Vaza som e ele não isola nada.

      Pra correr, dá uma olhada no Sennheiser HD 25-1 II.

  • Wellington Marcelino

    Com o L2 no mercado, ainda vale a pena apostar no L1?

    • Wellington, acho que apenas se o preço for significativamente menor.

  • Zélio Albernás

    Esse X2 toca bem sem amplificador, minha intenção era usa-lo no ps4. Encontrei ele no py a 108,00 dolares, porem está descito como Arco entre parenteses, não sei se isso difere em alguma coisa

    • Olá Zélio,

      Sua resposta está na avaliação – é só dar uma lida.

      Um abraço!

      • Rodrigo Luis Fracaroli

        Não tem a resposta não, no anúncio está escrito Fidelio X2 (Arco). O que ele pediu é: O que seria exatamente esse Arco na descrição do anúncio? Pois não há nada na interwebs sobre este modelo, apenas descritos como Fidelio X2.

        • Rodrigo, tem a resposta sobre ser fácil de empurrar. Esse (Arco) provavelmente é só uma falha de tradução típica de sites menos bem feitos, e significa que é um headphone com arco.

          • Rodrigo Luis Fracaroli

            Certo! Obrigado pela resposta e atenção. Provavelmente é isso mesmo, mas o que me deixa mais intrigado é o preço do mesmo, não sei como faço para descobrir se falsificado, provavelmente não, pois a loja é grande e conhecida..

          • Guilherme Borges Duran

            Estou indo para o py dia 19/10, e, vou direto nessa loja para ver se é falsificado ou não. Depois que li o review fiquei louco nesse fone, e por esse preço ta valendo muito a pena, espero que eu não me decepcione.

          • Rodrigo Luis Fracaroli

            Eu fui lá hoje Guilherme. Comprei o meu, é original. Agora me falta um DAC ou algo do tipo para carregar melhor. Eu moro em Foz do Iguaçu e acabou 3 vezes o estoque do mesmo nessa loja, hoje só tinha apenas mais 3. Aconselho você acompanhar no site pra não perder a viagem.. De qualquer forma, paguei muito barato.

          • Uma pergunta: por quanto saiu o X2 lá?

          • Guilherme Borges Duran

            Eu to olhando o tempo todo no site, tomei um susto semana passada pq tinha acabado o estoque, mas no outro dia já tinha reposto. pelo o que consta no site deles está saindo por 108 dolares, realmente, muito barato.

  • John Galt

    Bom dia Leo,

    Dando uma ressuscitada na sua avaliação sobre uma questão não tão recente, mas até então, muito intrigante.

    A polêmica envolvendo WOOX e Gibson (Atual fabricante do X2).

    Fiquei realmente muito interessado em comprar este fidelio, mas as discussões a respeito da fabricação do mesmo me assustaram um pouco.
    Tem pessoas que avaliaram a “segunda versão” (https://www.youtube.com/watch?v=B5lJdUy-1Ck) com a mesma qualidade sonora, mas tem muita gente surtando por ai, devolvendo o equipamento por ele ter cola nos pads, dizendo que o tudo é uma porcaria..
    Também tem gente dizendo que, por falta de comparativo, você não consegue saber se seu X2 está soando como deveria, e isso pode até ter gerado “bad reviews” por ai, de pessoas que tenham comprado uma versão “piorada” da coisa.

    Queria saber se já chegou a ler algo sobre, e qual seria sua opinião a respeito.

    O risco existe ? E seria válido arriscar a compra de um X2 ?

    Abraços! o/

    • Caramba, John! Não fazia ideia disso. Sabia que a divisão de eletrônicos de consumo da Philips havia sido comprada pela Gibson, mas não que isso estava gerando problemas. Vou dar uma pesquisada sobre!

  • César Ferreira

    Léo,

    Excelente review. Parabéns!! Você além de entender muito de áudio, ainda é muito bom em português e redação

    Você já teve a oportunidade de ouvir o Hifiman He-400?
    O que você me diz em poucas palavras sobre o Fidelio X2 em comparação com o He-400

    Muito obrigado

    • Olá César, obrigado!

      Infelizmente tenho pouca experiência com o HE-400, e o ouvi muito, muito antes do X2. Então não tenho como fazer uma comparação confiável. O que posso dizer é que ambos são excelentes fones e dificilmente não irão agradar.

      Um abraço!

      • César Ferreira

        Boa noite Léo

        Obrigado pela resposta e pelo seu tempo.

        Grande abraço

  • Wagner Luis Ramos Rieger

    Ola amigo. Eu moro nos EUA e tenho HD598, fui na loja da Sennheiser aqui de New York e fiquei fascinado pelo HD800 e HD800S, mas logicamente eh um produto muito caro, ainda mais que precisa de um bom AMP + DAC para ter todo seu potencial alcançado. Minha duvida é, com um Fidelio X2, levando em consideração que o que procuro eh um fone para all-rounder, eu serei saciado na busca de um som fenomenal ou compensa juntar muita grana e investir num HD800 ? Porque aquilo que eu ouvi foi algo único, mas nunca ouvi um Fidelio para ter uma base. Qual AMP + DAC recomendam de custo beneficio para acompanhar ele ?

    • Olá Wagner,

      Olha, considero o X2 e o HD800 praticamente opostos. O X2 é mais próximo do seu HD598 em termos de tonalidade, ou seja, é mais escuro, mas tem mais graves e uma sonoridade mais autoritária. Já o HD800 é muito estéril, aberto e espacial, com graves mais tímidos e agudos com mais presença. Não o considero um all-rounder – na realidade, bem longe disso.

      Então é difícil te fazer uma recomendação… porque se vc me dissesse que tem um HD598 e que quer um upgrade, pra um fone que também atue bem como um all-rounder, te diria pra passar longe do HD800. Pra mim, ele tem uma outra sonoridade e é um péssimo all-rounder.

      Mas vc ouviu um e gostou! Então posso te dizer que o X2 não vai te dar isso, mas é um fone espetacular também. E não é nem um pouco exigente com fonte e amplificação, então dá pra pegar alguma coisa da Schiit ou um JDSLabs O2 + ODAC, por exemplo.

      Um abraço!

      • Wagner Luis Ramos Rieger

        Muito obrigado a atenção Leo. Realmemte estudando sobre o X2 e similares descobri que ele é bem diferente do HD800. Passei o dia lendo seus reviews e procurando aqui nos EUA opções.

        Li sobre o AKG K702 65th e consequentemente encontrei aqui nos eua o K7XX e o K712 PRO, oque me gerou uma grande dúvida na compra, mas após ler e reler vários reviews optei e comprei um Fidelio X2.

        Agora no quesito AMP estou namorando o OPPO HA-2SE, pois achei sensacional seu review, e ele tem tudo o que preciso. Creio que ele vai servir como uma luva para meu novo fone não ? Acha que compensa o investimento ou um Schiit seria já custo benefício ?

  • Sérgio Schiavuzzo

    Ola leonardo, sei que aqui não é o local apropriado mas preciso muito de sua ajuda, entao se puder la vai: uma amiga volta dos states e estou querendo muito um headphone melhor, comecei pesquisar e é bombardeio de informações que nao consigo me decidir tenho visto sempre o m50x,é o hd598 ambos na faixa de 150 dolares, mas achei tb o fidelio x2 na faixa dos 200 o que caberia no bolso, voce tem algo pra indicar pra ter um bom começo tenho gosto muito eclético(foco instrumental mas ouço algumas com grave) e prezo muito pelo conforto, e gostaria de saber a interface de audio focusrite scarlet solo amplifica certos fones tambem?
    E as referencias que tenho sao de headsets chineses entao nao entendo muito.

  • Fabricio O.

    Ola Leonardo, tenho um hd598 uso para escutar músicas e também jogar fps ( particulamente cs:go), gostaria de saber se vale a pena sair do hd598 para um fidelio x2 ?? Tipo o palco sonoro do x2 é maior que o do hd598??

    Obrigado

    • Fabricio O.

      ….

    • Fabricio, perdão, não havia visto sua mensagem. Bom, considero o X2 consideravelmente melhor que o HD598 – sob vários aspectos é superior ao HD600/650. Mas o palco não é o forte do fone… pode ser melhor que o do HD598, mas nada incrível.

      • Fabricio O.

        Então vale a pena a troca? Porque gosto de assistir filmes com o fone também e não terei perca em relação ao palco sonoro correto ? Uso apenas no pc junto com uma sound blaster Z, que pela “especificação” possui amp para fones.

        • Vale sim. Observação: qualquer coisa com uma saída de fones possui amplificador de fones 🙂

  • Matheus S. Bueno

    Leonardo, acabei de receber o X2. Estou IM-PRES-SIO-NA-DO com o som dele!

    Eu uso – ou usava – muito o Fidelio L2, que posteriormente vc fez o review e me espantaram as críticas, pois eu achava o som muito bom. Pra gente ver como a grande maioria não sabe o que ouve, né? Eu sou um destes, e olha que sempre prezei por qualidade de som, sempre busquei ter home theater e o meu primeiro foi um Logitech Z 5500, que para um primeiro, muitos sabem que não são destes que se vendem em “magazines”…

    Ainda tenho o Z 5500 e não tenho coragem de me desfazer dele, mesmo já tendo outro sistema bem melhor, depois de horas de voo no seu site e pesquisas em outros.

    Em fim, sabe-se lá o que é isso, qualidade, pra cada um, lógico que dentro de parâmetros mínimos que eu acredito que existem sim.

    Voltando ao X2, como bem dito na análise, ele não é portátil e comprei pra ouvir “privativamente” em casa mesmo. O L2 já tenho a tempos e os cups estão todos descascados. Descobri que não é possível troca-los, tristemente…

    Pergunta: esses fones que o site faz propaganda, da Kuba, são bons? Meio carinhos, mas sou entusiasta desse tipo de startups, e eles são portáteis, bem como próprios pra se usar em smartphones (áudio e chamadas/ligações).

    Obrigado desde já.

    • Pois é, Matheus! O X2 é um BELÍSSIMO fone! A meu ver, muito melhor que o L2 – principalmente nos médios, que é onde estão os maiores defeitos do irmão menor!

    • Vinícius Gaudio Rosa

      Fala Matheus, beleza?

      Atualmente possuo um Fidelio L2 e estou muito tentado a fazer um upgrade para o X2. Porém, alguns comentários pela internet me preocuparam, principalmente com relação às reclamações do X2 fabricado pela Gibson.

      Portanto, lhe pergunto: o seu é o modelo Gibson (com cola nos pads) ou Woox?

      Agradeço a atenção!

      • Matheus S. Bueno

        Vinicius, tudo bem?

        Meu modelo, na cagada, é Woox! (UFÁÁÁÁÁÁÁ) (Grito bem alto, rs…)

        Porém, foi na cagada mesmo, pois comprei no ebay e desconhecia essa questão. Curioso que quando ouvi som nele pela primeira vez, somente espetado no Oneplus 3, fiquei impressionado positivamente com o som!

        Hoje eu uso ele com o Oppo HA-2, somente em casa, e a sonoridade no DAC fica melhor, me parecendo que ele entrega mais detalhes das músicas que somente no smartphone não tinha. Esse celular em especial é ótimo para áudio, diferentemente do S8+, que tem respostas inferiores (na minha sensibilidade) em relação ao Oneplus 3.

  • Matheus Vegini

    Da para viajar, avião, onibus, ir para faculdade, com o fidelio x2? vou usar um fiio a5 com amp portátil, e em casa tenho uma audigi rx! Obs: 80% do uso será em casa, mas acho interessante usar nesses ambientes citados!

    • Em minha opinião, como disse no texto, definitivamente não. O problema não é dificuldade de empurrar (ele é muito pouco exigente, e toca muito direto do celular)/ É que é um fone imenso e completamente aberto, então você vai escutar tudo do ambiente e quem estiver do seu lado vai ouvir suas músicas em alto e bom som.