Audio Technica ATH-M50

INTRODUÇÃO

Desde que comecei minha jornada na audiofilia, vejo um nome frequentemente sendo indicado como um best-buy: o Audio Technica ATH-M50. É um circunaural fechado, de 160 dólares, destinado ao mercado profissional, mas que achou um lugar de respeito no círculo audiófilo. Acho inclusive, que já pode ser considerado um clássico.

 

ASPECTOS FÍSICOS

ath_m50_2Muitos fones são descritos como robustos. Eu mesmo já usei esse termo algumas vezes, mas confesso que ele nunca foi tão apropriado quanto agora. Por exemplo, considero um AKG K271 robusto porque é todo feito de plástico e é leve, mas ao mesmo tempo não me parecem materiais de qualidade, e ele passa alguma sensação de fragilidade. O HiFiMAN HE500 também se enquadraria nessa categoria, mas é assustadoramente pesado e, por isso, certamente não aguentaria bem cair no chão.

O M50 é, com alguma facilidade, o fone mais robusto que já vi, e fica evidente que foi feito para suportar a vida em estúdios. É todo feito de um plástico de alta qualidade, sempre muito espesso. A única peça visível de metal é a parte do headband que faz o ajuste de altura. Mas isso não é algo ruim, muito pelo contrário. Se fosse um fone inteiramente feito de metal, eu teria medo de amassos ou riscos. Aqui, tenho nas mãos um produto que certamente aguentará anos e anos de abuso.

Já os pads e o headband são feitos de courino. Em termos de conforto, acho o M50 bom. Ele exerce uma pressão lateral considerável, mas não é o suficiente para me causar desconforto porque ela é muito bem distribuída. A pressão superior também é justa. Não é uma sensação de leveza como a proporcionada pelos fones de estúdio da AKG por exemplo, mas em compensação ganha-se muito em isolamento. Nesse aspecto, o Audio-Technica é excelente.

Meu único problema é o cabo em forma de mola, que é ótimo em ambientes profissionais mas bem inconveniente para o ouvinte casual. Vale dizer, porém, que há a versão M-50S, com o cabo reto.

 

O SOM

Acho que, no meio audiófilo, a palavra basshead tem um sentido um pouco pejorativo. O motivo é que graves impressionam com o impacto físico, e por isso leigos muitas vezes ficam maravilhados com equipamentos que sejam muito felizes nessa região. E o resultado é que muitas marcas, voltadas ao mercado de massa, partem para excessos justamente com o objetivo de impressionar, e não de criar uma apresentação fiel e realista. Então formou-se uma cultura que cultua os graves e os colocam em detrimento de todo o resto – vide microssystems, Sony Mutekis e os Beats. Aos menos experientes, frequentemente é o mais importante, e por isso vejo em fóruns o frequente pedido “quero fones com graves bons”.

DSCN1056Então, em minha opinião, acabou virando cool colocar as frequências baixas em último lugar. Mas vamos ser sinceros: todos gostamos delas. Não arruinando o resto, mas um incremento frequentemente acaba proporcionando um incremento bem divertido na música. Não é toda hora e também não é em qualquer quantidade, mas isso pode ser sim interessante. Afinal, o que há de errado em querer se divertir ao invés de ouvir criticamente?

O M50 é um desses casos. Estamos falando aqui de um fone seriamente basshead. Há um claro peso extra nos médio-graves, mas isso é feito de maneira muito competente. Apesar de sangrar um pouco nos médios, não é nada agressivo, e o resultado é um puro aumento do divertimento proporcionado pelo fone. É lógico que o objetivo não é a neutralidade, mas vale dizer que é algo muito diferente de um Monster – o incremento é feito muito bem. Há bastante impacto e a extensão também é muito boa. Como é de se esperar, o Audio Technica não é um exemplo em definição nos graves, mas em compensação ela também não é ruim.

Mas, obviamente, há um preço a se pagar. A apresentação é pesada, e torna-se, assim como no Ultrasone Edition 8 que avaliei, um pouco agressiva e fadigante. Além disso, há, como já foi dito, uma leve interferência nos médios. Não há aquela sensação de leveza em gêneros mais calmos, porque a força dos graves está sempre ali. Então esse não é um fone feito para relaxar.

Os médios também são interessantes, mas estão num volume menor. De qualquer forma, a presença ainda se enquadra no que considero boa. No entanto, aqui existem os maiores problemas do fone: a região é consideravelmente congestionada, o que é em parte agravado pelo excesso de graves. Ele não é um exemplo em transparência e definição, tampouco em resolução – mas não é um problema crítico (principalmente quando consideramos o preço do Audio Technica), e se limita a afetar passagens mais complexas. Ouvindo gêneros mais leves, o defeito é muito pouco notado.

ath_m50whOutra questão – como é de se esperar de um fone fechado nessa faixa de preço – é que há muito pouca espacialidade, apesar de o detalhamento ser razoável. De certa forma, esse problema é a consequência do equilíbrio tonal pesado nos graves e do congestionamento nos médios. A apresentação soa compactada – melhor que o V-Moda M80 mas bem pior que o Logitech UE6000 e, claro, que o Ultrasone Edition 8, todos fones fechados. Por isso, espacialidade, transparência e definição não são o forte do M50.

Os agudos são bons, mas assim como nos médios, o volume parece baixo em relação aos graves. Entretanto, a relação entre os médios e os agudos é muito boa, e a progressão é lógica e previsível. O fato de eles serem inofensivos seria muito conveniente se os graves não fossem tão fortes, porque permitiriam um volume maior sem fadiga auditiva. Mas, com as frequências graves já incrementadas, esse aumento de volume já é mais complicado. Por isso, em diversos momentos gostaria de mais presença e brilho. Aqui, eles soam simplesmente como um complemento dos médios, que já são baixos. Não há a definição de fones com mais competência nessa área – como o próprio A700X, da mesma marca.

O resultado de tudo isso é um fone muito competente, com um equilíbrio tonal que favorece gravações mainstream modernas, proporcionando bons momentos de audições casuais e despretensiosas. Aliás, um detalhe interessante é que, como muitos fones de monitoração, ele não é nem um pouco exigente e já atinge excelentes níveis de desempenho ligado diretamente a um tocador portátil. Amplificação dedicada é, na minha opinião, desnecessária.

 

CONCLUSÕES

Para mim está muito claro o motivo para o Audio Technica ATH-M50 ter atingido o status de best-buy e se tornado um dos favoritos da comunidade entusiasta. Ele tem as características certas para estar bem no limite entre dois públicos bem diferentes.

DSCN1058É um fone extremamente robusto, confortável, com bom isolamento, e um bom e divertido equilíbrio tonal, sem se tornar excessivamente desbalanceado. É evidente que não é neutro, mas está longe dos níveis de distorção de um Beats. É um bass-heavy dentro de níveis aceitáveis, e esse equilíbrio tonal favorece muito boa parte do que toca nas rádios hoje em dia.

Isso o torna, em minha opinião, uma opção fenomenal para aqueles que buscam um primeiro fone de qualidade. Para os que ainda não tiveram a oportunidade de ouvir algo melhor que o earbud do iPod, não tenho dúvidas de que vai arrancar muitos sorrisos. O M50 tem os predicados para agradar as massas. Sejamos sinceros, boa parte do público comum preferiria um Beats Pro a um K701, porque eles querem impacto e energia. Esse Audio Technica tem a energia para agradá-los, que o tira da categoria neutra, mas sem o exagero que causaria repúdio aos entusiastas.

E, para esse average Joe, pouco importa o congestionamento nos médios ou a pouca espacialidade. A energia e o vigor são os requisitos, e isso o M50 entrega muitíssimo bem, de maneira bem julgada e com qualidade. Para ele, vai ser o fone definitivo, e um investimento que não vai quebrar o banco e que trará muitos e muitos anos de alegria – afinal, não tenho dúvidas de que esse Audio Technica foi feito para durar muito. Mas, caso ele cruze a linha e queira algo mais, se tornando um audiófilo que quer palco sonoro, resolução e neutralidade, o M50 não vai ser o fone definitivo – vai ser uma porta de entrada muito divertida, confortável e conveniente de ouvir música casualmente.

Por isso, quando algum amigo vier me perguntar que fone deve comprar para ouvir com qualidade, acho que vou me juntar ao coro e responder “Audio Technica M50”.

 

Audio Technica ATH-M50 – R$530,00

  • Driver dinâmico único
  • Impedância (1kHz): 38 ohms
  • Sensibilidade (1kHz): 99 dB/1mW
  • Resposta de Frequências: 15Hz – 28kHz

 

Equipamentos Associados:

Portáteis: iPod Classic

Mesa: iMac, MacBook Pro, Cambridge Audio DacMagic, HeadAmp GS-X

120 Comments
0
  • Tiago C

    Mais um excelente review, Leonardo. Concordo plenamente com a grande maioria dos pontos colocados. Com exceção talvez do treble do M-50. Em minha opinião, o agudo é bem nítido, no “volume” correto e até estendido.

    Se me permite fazer uma sugestão, possuo um KRK KNS 6400 e creio que é um fone superior e mais barato que o excelente M-50. O grave é mais neutro, com qualidade ligeiramente melhor também nos agudos. Tem uma resolução um pouco melhor e, além de tudo, é mais confortável do que o já confortável Audio-Technica. O KRK é mais leve e exerce menos pressão na cabeça sem perder a isolação.

    Abraços,

    Tiago

    • mindtheheadphone

      Tiago, pois é, é engraçado que pelo que leio na internet vc não está sozinho! A questão é que o que ouço nos agudos do M50 na verdade me parece um pico, e apesar dele a região soa, como um todo, recuada.

      Quando ao KRK, não sabia que a marca fazia fones! Mas pelo histórico dos monitores, deve ser um ótimo custo benefício. Se em algum momento eu tiver a oportunidade de ouvir um, vou avaliar!

      Um abraço!

  • N. Murta

    Parabéns pelo blog. Acho suas análises muito boas, bem completas, de talhadas e transparentes.
    Mas, se me permite uma dica, acho que seria interessante um post explicando alguns termos que você utiliza, como: transparência, definição, resolução, imagem, extensão, etc.

    Em maio fiz uma viajem, e fui decido a comprar um headphone com mais qualidade. Porém, não tive muito tempo livre, e acabei não tendo muita chance de procurar e pesquisar, então comprei um Sennheiser HD449. Nunca tive experiência com fones de qualidade, mas esse tem me proporcionados boas audições e arrancado sorrisos. Você já teve oportunidade de ouvi-los?

    Parabéns novamente pelo blog.

    Abraços

    • mindtheheadphone

      Muito obrigado!

      Essa é uma ideia interessante! O negócio é que esses jargões na verdade são sinestesias que a gente acaba assimilando naturalmente com o tempo, após ler e ouvir bastante. Acho que um glossário para iniciantes pode ser bem legal, mas ainda não vai proporcionar a assimilação completa. De toda forma, acho uma boa ideia que pode ajudar os que têm pouca ou nenhuma experiência.

      Quanto ao fone, infelizmente nunca pude ouvir um, mas a Sennheiser é uma excelente marca e a linha HD possui uma sonoridade típica, muito relaxada e doce. Não esperaria nada ruim, muito pelo contrário! E no final das contas, não importa o que qualquer pessoa diga, o importante é justamente isso, que vc fique feliz com o que ouve.

      Um abraço!
      Léo

  • Tharyck

    Como você acha que o M50 se sai em comparação ao AKG K240? E quanto ao K270?

    • mindtheheadphone

      Tharyck, vc se refere ao K270 ou ao K271? O 270 nunca ouvi!

      Comparado ao M50, o K271 tem uma quantidade consideravelmente menor de médio-graves, mais médios, menos médio-agudos e uma quantidade parecida de agudos. É uma apresentação consideravelmente mais linear e neutra, mas continua com uma característica anasalada, típica de fones fechados. Quanto ao K240, tenho que ir de memória, mas pelo que lembro é um pouco mais parecido com o M50, tendo um meio termo entre os graves dele e do K271, tem médios também num meio termo mas agudos mais fortes que nos dois.

      O K271 é uma opção bem mais neutra, enquanto o K240 é mais balanceado mas não tanto.

      Um abraço!

  • Rafael

    Onde eu posso adquirir esse fone aqui no Brasil?

    • mindtheheadphone

      Rafael, aqui no Brasil não é fácil, mas achei no MercadoLivre por um bom preço. Eu daria uma olhada lá!

  • Caue

    Excelente review como de costume. Mas queria fazer uma pergunta… você já ouviu algum full-size da Shure? É que na mesma faixa de preço lá fora do M50 tem o SRH840. Eu possuo o irmão menor da linhagem, o SRH240A e gosto bastante de seu som.

    • mindtheheadphone

      Olá Caue!

      Sim, já pude ouvir um SRH840 e gostei muito. É uma personalidade diferente da do M50 – bem mais neutro!

      Um abraço!

      • Renato

        Olá Leo! Parabéns por mais um review excelente. Como você analisaria o salto do SHR240A para esse ATH? Eu gostaria de ir para o segundo fone e estou em duvida. Eu ouço basicamente musicas instrumentais direto do iWorld (iPod, iPhone, etc) e do Macbook. O grave do ATH me incomodaria? Prefiro fones flats. Obrigado e parabéns mais uma vez! Abraço

        • mindtheheadphone

          Olá Renato, obrigado!

          São fones muito diferentes. Se vc quer algo neutro, eu definitivamente passaria longe do M50, que tem graves bem incrementados. É bem divertido, mas não é muito fiel. Se vc quer um upgrade para uma mesma sonoridade, eu subiria na própria linha da Shure (o SRH840 é fantástico), ou talvez arriscasse algo da linha HD da Sennheiser – que vai apresentar uma personalidade mais quente. Outra ótima opção, muito natural (com o cancelamento ativo de ruídos desativado), é o Logitech UE6000.

          Acho o M50 um belíssimo fone, mas indicaria para pessoas que têm como referência um Beats ou Bose e querem algo mais energético – você está bem servido e aparentemente satisfeito com o som da casa da Shure, que é bem mais refinado e neutro. Se quiser se manter nessa categoria, não acho o M50 uma boa opção.

          Um abraço!

  • Luis

    Cara, tinha até postado em outro artigo seu comentando que estava em dúvida sobre o M50 ou o Grado SR80. Acabei me decidindo pelo M50 devido a ser fechado, estou só esperando chegar!
    Fico contente que gostou do M50, me deixou mais aliviado pois acabei comprando sem ter idéia e totalmente baseado no review de outras pessoas. Felizmente quase todos reviews falam bem, espero ter feito um bom negócio.
    Pra quem perguntou onde comprar, acho que a melhor solucao é importar mesmo. Um fone de 160 dólares (isso é preço de tabela, é possível achar na faixa de 120, 130 dólares… isso com vendedor autorizado) custando quase 600 reais no BRAZIL é um roubo. Comprei o meu pelos classificados do Head-Fi, sempre tem gente vendendo a preços bem camaradas (faixa de 90, 100 dolares), mas a grande maioria só envia dentro dos EUA. Talvez usando um serviço de redirecionamento de encomendas ja resolveria esse problema.

    Valeu pelo ótimo review como sempre

    abraço.

    • mindtheheadphone

      Luis, eu gostei muito do M50, achei uma excelente opção pelo preço. O SR80i é mais “audiófilo”, mais correto, mas no fundo é pura questão de gosto.

      E realmente, o ideal é importar. Coloquei o preço em real do que achei na internet! Pra ser sincero, apesar de ser sim bem caro, até que não achei dos piores. Mas, obviamente, muito pior do que importar – essa é sempre a minha escolha.

      Muito obrigado!

      Um abraço!

  • Anderson Sena

    Boa Noite!
    Eu gostaria de saber qual dos dois é melhor : Audio Technica ATH-M50 ou Sennheiser HD 558? Eu sou novato nessa área mas sou um grande entusiasta, eu tenho um headphone da Sony não muito bom, mas que me deixa empolgado em ouvir musicas com mais qualidade. Também fico com medo em pagar muito caro em um headphone e não notar a diferença, neste caso, qual headphone você indicaria na faixa de até R$400,00 ~500,00. Obrigado e parabéns pelo site!

    • mindtheheadphone

      Olá Anderson! Obrigado!

      Acredito que, tecnicamente, o Sennheiser seja melhor. Em compensação, tenho certeza de que muita gente vai preferir o M50 por ser mais divertido. Acho que os dois são ótimas opções nessa faixa de preço. Entretanto, se vc procura empolgação, outra excelente opção é o Skullcandy Aviator, que está, se não me engano, por R$499 na Netshoes. Dá uma olhada, acho uma opção bem interessante! Só veja que trata-se de um fone realmente energético – se vc quer algo mais natural, o Sennheiser é uma melhor opção.

      Um abraço!

  • Giuliano

    Olá Leo, parabéns por mais um ótimo review!

    Gostaria de investir em um segundo fone, na faixa de até $200.

    As opções que encontrei que mais me agradaram por reviews foram o M50 e o AKG Q701,
    M50 por $150 com frete contra $ 220 do Q701,

    Lendo seu review eu me interessei muito pelo M50 por ser um fone divertido, já possuo um HD598 que o considero o oposto.

    Nessa situação vale a pena ir de M50?

    • mindtheheadphone

      Obrigado, Giuliano!

      Acho que pode valer a pena sim. O Q701 é sem a menor dúvida um fone muito superior, mas acho que ele tem a mesma proposta do HD598, mas de maneira muito diferente. Então acho que se vc quiser refinamento, mas com outra personalidade, o AKG seria a melhor escolha. Se quiser diversão, não precisa pensar duas vezes: M50.

      Um abraço!

  • Thiago

    Mais um ótimo review…ainda estou na busca do substituto do meu Philips SHP2700 para ouvir rock com qualidade!!! Se tiver alguma recomendação, ficaria agradecido!!!

    • mindtheheadphone

      Obrigado, Thiago! Já respondi sua pergunta no outro comentário! 🙂

      “Se vc quer ir fazendo upgrades aos poucos, acho que te indicaria algum modelo da Sennheiser ou da Shure – algum que caiba no seu orçamento. Tem também o AKG K550, que é uma excelente opção e não é muito caro!

      Um abraço!”

  • Draziell

    Estou procurando um fone bom para jogos e musicas e estava completamente perdido até encontrar teu site com os reviews (pra ti ter uma ideia, quase comprei um Razer Megalodon – ainda bem que descobri teu site antes de cometer esse erro).

    Teus reviews são excelentes!
    Aprendi muito com eles… Por exemplo: não entendia porque a maioria dos fones dos audiofilicos eram abertos… Para mim, fechados paraciam ser muito superiores, já que isolavam o som do exterior =p

    Muito obrigado!

    Não sei se posso perguntar aqui, mas… Você saberia algum lugar onde posso comprar esses fones? Você não vende eles, certo? Só encontrei no Mercado livre, mas achei um pouco abusivo os preços.

    Outra perguntinha: procuro um fone circunaural (aberto ou fechado, tanto faz) para JOGOS e música (rock, metal), na faixa de R$ 300,00 até R$ 700,00… Quais outros fones, além desse M50, você me recomendaria?

    Muito obrigado, novamente =)

    Abraço!

    • mindtheheadphone

      Obrigado, Draziell!

      É bem difícil encontrar esses fones no Brasil sim. Acho que algumas opções boas são o Skullcandy Aviator (tem na Netshoes por R$500), Logitech UE6000 e Audio-Technica A700X e AD700X (para jogos, esse último é o melhor).

      Um abraço!

  • André Araújo

    Mais um excelente Review!
    Leonardo, vc que já havia me ajudado a escolher meu primeiro fone “Top” (B&W P5), acaba de me ajudar na definição de compra para o próximo: um ATH M-50.
    🙂
    Muito obrigado e parabéns pelo Site e pela Fan- Page do Facebook.
    Informações relevantes de quem realmente entende!
    Grande abraço,
    André.

    • mindtheheadphone

      Opa, muito obrigado André! 🙂

      Tenho certeza de que vc vai ficar bem satisfeito com ele. Dê notícias, vou querer saber o que vc vai achar dele!

      Um abraço!

  • Fernando

    Gostaria de saber se e confiável comprar no site loja dos fones? porque este fone está apenas R$240,00,aguardo a resposta.E na foneland estou pensando em comprar o audiotecnica ath pro 700 por R$850,00,já que eu possuo o hd518e pretendia vendê-lo para comprar outro mais caro,posso continuar com ele para um lado mais audiofilo e comprar um audio técnica para mais diversão.o que vc acha?

    • mindtheheadphone

      Fernando, esse preço é muito estranho, independente da justificativa. Esse fone custa 130 dólares lá fora, e só esse valor já é maior que o que é vendido nessa loja, não considerando frete e impostos.

      Na Foneland, em compensação, não há desconfiança. Acho inclusive possível que eles consigam um M50 pra vc caso vc entre em contato.

      Um abraço!

  • tHIAGO

    quero comprar um fone top ENERGÉTICO..COM SOL ALTO de ate 1.000,00 para ouvir musica eletrônica e pop. QUERO SENTIR AS BATIDAS TREMER NO OUVIDO RS RS, quero um fone fechado que reduz ruidos,alguém me indica um ? pra usar no Macbook, ipod, ipad e iphone.

    por aqui encontrei esses.. todos cabem no meu orçamento..

    Sennheiser RS120
    Headphone Sennheiser HD-280
    Headphone Sennheiser HD-25-II
    Fone c/Microfone Turtle Beach XP400 Ear Force Wire
    Fone Monster Mixr Ear Preto
    fone Ferrari by logic3 P200
    Fone de Ouvido Skullcandy Mix Master S6MMDM-030 Shure
    Fone SRH940
    Fone Ferrari BY LOGIC3 P-200 Preto Microfone e
    Fone Turtle Beach Ear Force XP300
    Fone de Ouvido Bose
    Headphones Mobile On-Ear Microfone e
    Fone Razer Tiamat Expert RZ04-00600100-R3U1
    Fone de Ouvido Logitech F540 Shure
    Fone SRH840 Cyborg F.R.e.Q. 5 Stereo Gaming Headset Black
    Headphone Akg K-240 MII Studio Standard Semi Open
    Fone c/Microfone Turtle Beach DP11 Circumaural Pre
    Fone c/Microfone Skullcandy Aviator S6AVFM-157
    Fone de Ouvido Pioneer HDJ-1000 Razer Chimaera
    Fones de Ouvido 5.1 Canais Dolby Surround Sound para Xbox 360 e PC Razertm Megalodon Elite 7.1 Gaming Headset
    Fone de Ouvido Pioneer HDJ-1000
    Fone c/Microfone Turtle Beach DP11 Circumaural Pre
    Fone Beats by Dre Pro
    Fone Ouvido Philips Headphone Fidelio
    FONE AUDIO TECHNICA ATH-M50

    • mindtheheadphone

      Já te respondi no Facebook, ok?

  • tuan

    Poxa, mas e o Q 701? É melhor que esse nos graves? Obrigado!

    • mindtheheadphone

      Tuan, veja que o Q701 é um full-size e os outros são in-ears. Não dá pra usá-lo na rua, porque não isola nada e há grande vazamento de som – além disso, é muito chato com fonte e amplificação e vai pedir bons investimentos nessa área. O resultado com um player portátil não vai ser legal. Além do mais, tem agudos bem presentes, algo que vc não quer.

  • tuan

    Já achei a resposta. Estava mais acima, nos comentários.

  • tuan

    Puxa, obrigado por responder! Mas como também sou um gamer e não abro mão do som posicional, do palco sonoro, qual seria o fone ideal? O Philips Fidelio L2 se encaixaria neste perfil? Alguma sugestão certeira?

    • mindtheheadphone

      Tuan, é uma opção, mas não acho que o palco dele seja exatamente exemplar. O grande problema é que essas duas características – palco muito bem definido e preciso e graves mais fortes quase nunca andam juntas. Um costuma vir em detrimento do outro. Uma dica? Entra no nosso fórum, vai ser mais fácil te ajudar!

      Um abraço!

  • Thiago Santos

    Olá, Léo! Primeiramente, parabéns por mais um ótimo review!
    E eu gostaria de saber qual você prefere, o M50 ou o Sennheiser HD 25-II?
    Abs!

    • mindtheheadphone

      Olá, Thiago! Obrigado!

      Apesar de gostar muito do M50, prefiro o HD 25-1 II sem sombra de dúvidas. Acho que ele é mais equilibrado e menos agressivo, mesmo ainda sendo bem energético. Além disso é mais prático, apesar de poder ser menos confortável para alguns e ter um isolamento um pouco pior. Vou avaliá-lo em breve!

      Um abraço!

  • Fernando

    Qual vc me indicaria com os mesmos graves fortes, só que melhor que o m50?

    • mindtheheadphone

      Preciso de uma faixa de preço, Fernando. Poderia te recomendar desde um Ultrasone mais simples até um Audez’e LCD2.

  • Carlos

    Olá, Léo!
    Eu ouço pouca música eletrônica, eu ouço mais gêneros acústicos como MPB, samba, Jazz, rock…
    Você acha que esse fone, por ser bass-heavy, seria bom para mim também ou me deixaria na mão?
    Eu já ouvi esse fone e lembro de ter gostado muito! Mas mesmo assim, você teria outra sugestão que se adequasse melhor aos estilos que eu ouço? O próprio Sennheiser HD 25 sugerido nos comentários ou SRH840 podem combinar melhor com os estilos que eu escuto?
    Abraços!

    • mindtheheadphone

      Olá, Carlos!

      Nesse caso eu acho que não recomendaria um M50. Acho que o Shure SRH840 que vc mesmo citou seria mais interessante! É mais equilibrado, e na minha opinião se encaixa melhor en gêneros como os que vc ouve. O M50 é muito bom, mas talvez excessivamente energético, com graves muito pesados. O Shure é mais calmo.

      Um abraço!

  • Jayr

    Ola!! Parabéns pelo site, muito completo, gostaria de sua opinião entre esses dois headphones: AUDIO TECHNICA ATH-M50 e Skullcandy Aviator, qual indicaria para usuários iniciantes que buscam melhor custo benefício, visando uso em casa para músicas (iphone) e games (ps4), ou nenhum deles? indicaria outro modelo? Aproveitando a oportunidade, estou indo em maio para a terra do tio sam e gostaria de dica de loja que consiga encontrar os dois headphones para testar, bestbay ou tem alguma loja mais especializada?

    • mindtheheadphone

      Olá Jayr!

      Acho que os dois são excelentes, mas fico reticente em dizer qual seria mais indicado porque minha experiência com o Aviator é pequena. Mas me lembro que é ótimo. Os dois são bem energéticos e divertidos, mas o M50 tem melhor isolamento e é mais robusto. Em compensação, o Aviator é mais confortável e pode ser usado fora de casa sem problemas, enquanto no Audio-Technica isso é um pouco mais difícil. Só um detalhe: o Skullcandy é bem mais barato. Se vc procurar, acha por menos de 80 dólares.

      Acredito que vc não vai ter dificuldades em achar o Aviator pra ouvir nos EUA – a BestBuy vende –, já que é um modelo muito popular. Só tenha em mente que o preço em lojas chega a 120 dólares, mas no Amazon vc acha por 72. Já o M50 vc dificilmente vai conseguir ouvir.

      Boa sorte! Um abraço!

      • Jayr

        Obrigado pelas informações, depois que postei achei informações que a Audio-Technica lançou uma nova versão desse headphone, M50X, pelo que li teve apenas alterações (cabo removível, três opções de cabos, espuma mais agradável) e mantendo a qualidade sonora da versão anterior, já viu algo sobre isso? achei essa nova versão na amazon por U$169, acho que se tornou mais interessante ainda, valeu!!

        • mindtheheadphone

          Sim! São boas adições!

          Um abraço!

  • Athos

    Estou começando a apreciar mais esse mundo de audiófilos recentemente, e gostei muito do site. Estou namorando esse M50, na verdade o M50X que tem cabos destacáveis. Vi essa semana um review rápido desse fone no canal do MKBHD (que acompanho sempre): https://www.youtube.com/watch?v=y5DyEYuvF3o tenho certeza de que irão gostar do video.

    • mindtheheadphone

      Interessante, Athos! Gosto muito do canal do Marques Brownlee. Obrigado pela contribuição.

  • Gabriel

    Olá.
    Gostaria de saber se o ATH-M50 se enquadraria bem para quem ouve Rock/Metal? E o Sennheiser HD 280, e o HD201? Não tenho muita experiência com fones de ouvido, o máximo que paguei foi 40 reais em um. Se tiver outra recomendação além desses até 500 reais.
    Parabéns pelo site.

    • mindtheheadphone

      Olá, Gabriel, muito obrigado!

      Sim, gosto bastante do M50 para rock e metal. Nunca ouvi o HD280 ou o HD201, mas entre esses eu ficaria com o M50. Quem eu prefiro, mas talvez seja difícil de conseguir dentro do seu orçamento, é o HD 25-1 II.

      Um abraço!

      • Jayr

        Ola, vi seu comentário e fiquei curioso, você acha o HD 25-1 II melhor do que o M50X? já tinha me decidido pelo Audio-Technica, mas depois de ver seu comentário e ver que o preço não é tão diferente assim, achei o ATH-50X por U$ 169,00 e o HD 25-1 II por U$ 199,00, entre eles qual você compraria?

        • mindtheheadphone

          Olá, Jayr!

          Pessoalmente, prefiro o HD 25-1 II. Na minha opinião é um fone mais equilibrado, com graves não tão fortes e um som levemente mais espacial. O M50, em comparação, me soa mais agressivo. Além disso há a questão do conforto e conveniência – o Sennheiser é menor, mais leve e mais prático. Seria minha escolha.

          Um abraço!

  • Raíssa

    Muito legal o seu blog, Leonardo. Espero que continues o bom trabalho. Bem, estou em busca de um fone para mixagem. Eu estava com ATH M50 em mente, quando li a sua resenha sobre ele. Parece-me que ele não é tão flat assim, uma vez que os graves são bem incrementados. Para mixagem não é aconselhável ter um fone que não tenha uma resposta muito plana. Então, estou na dúvida entre o Shure SRH240 e o SRH440. Qual deles você me aconselha? Caso conheça outros fones na mesma faixa de preço e tão bons quanto, é só falar. Obrigada!

    • mindtheheadphone

      Obrigado, Raíssa!

      De fato, o M50 não é adequado para atuar como referência numa mixagem. Ele definitivamente não é um fone flat. Acho que os Shure são uma boa alternativa. Também gosto bastante do Sennheiser HD 25-1 II, que é um pouco mais caro que o Audio-Technica mas de vez em quando alguns exemplares aparecem no MercadoLivre por um preço mais em conta. Ele ainda não é exatamente flat, mas o considero bem mais natural que o M50.

      Uma outra opção, que talvez seja ainda mais indicada para mixagem, é o AKG K271 MKII. Também acho que vale a pena considerar o Sony MDR-V6 (ou sua variante MDR-7506), apesar de achar que ele é um pouco centrado nos médios.

      De qualquer forma, acho que o que mais conta numa mixagem é conhecer o fone. Neutralidade é, ao menos no mundo dos fones, uma utopia, visto que não existem fones realmente flat ao longo de todo o espectro. Todos vão te dar algumas colorações. No entanto, conforme vc vai conhecendo a fundo o fone e entendendo como ele afeta o que está te mostrando, vai conseguir “isolar” sua personalidade na hora de fazer alguma mixagem, entende? Por exemplo: se vc fosse mixar num M50 sem conhecê-lo antes, certamente iria acabar com um mix muito leve nos graves. Porém, se vc estiver muito familiar com ele, vai saber a quantidade de graves que vai precisar colocar na gravação para que ele soe como vc o conhece – o que te daria, consequentemente, um mix natural.

      Então, resumidamente, acho que minhas recomendações seriam na seguinte ordem: AKG K271 MKII > Sennheiser HD 25-1 II > Shure SRH440 > Sony MDR-V6/7506 > SRH440.

      Boa sorte 🙂

      Um abraço!

  • Daniel

    Leonado, acompanho o blog e forum já algum tempo, sem contar o HT forum.

    Estou partindo para algo um pouco mais sério em termos de fone de ouvido. Tenho um um AKG K414p. O que acha em relação ao M50, iria dar bastante diferença? Já percebo um grave bastante profundo nele, será que no M50 é ainda mais intenso? Estou também procurando um pouco mais de percepção de palco, nada profundo, mas que consiga a identificar a separação dos instrumentos, coisa que ainda não consigo com o meu K 414p.
    Enfim, considera que seria um bom salto ou a diferença não compensa, sendo melhor partir para algum semi-aberto pelo menos?

    Abraço!!!

    • mindtheheadphone

      Olá, Daniel!

      Acredito que o M50 vai ser uma boa escolha. Não sei se vc vai ter mais graves, mas eles certamente vão ser muito mais precisos, definidos e extensos. Em termos de palco, vai ter algum ganho sim.

      Um abraço!

  • Adriana

    Boa noite, Leonardo!
    Estou a procura de um fone que me permita um upgrade no som dos meus AKG K414p e ATH CKS77. Gosto muito de sons graves, ouço majoritariamente rock e seus sub-gêneros, mas gostaria de ter um fone que se diferenciasse um pouco dos que já tenho, me oferecendo principalmente um palco sonoro maior e mais definição.
    Li seus reviews sobre o ATH M50 e o Logitech UE600 e fiquei em dúvida entre eles dois (e talvez o Shure SRH 440, apesar de ter desanimado um pouco depois de ler várias vezes que ele “não tem alma”).
    A minha grande questão é a seguinte: com qual dos dois eu teria o maior ganho de desempenho em relação aos que já possuo? (esclarecendo que considero o CKS77 meu fone de “basshead” e acho o AKG mais “correto” e detalhado, não preciso de um fone que possua mais graves do que qualquer um dos dois).

    Obrigada e parabéns pelo blog!

    P.S.: Caso você tenha outras sugestões nessa faixa de preço, sou toda ouvidos (com o perdão do trocadilho)! Não tenho preferência por aberto/fechado; supra/circunaural.

    • mindtheheadphone

      Olá Adriana, obrigado!

      Olha, se palco está entre o que vc procura, inicialmente eu não te indicaria nenhum desses dois, e sugeriria algo como um Audio-Technica AD700X. Em compensação, o considero terrível para rock porque, entre outros motivos, ele não tem, justamente, graves. Também acho que tanto o M50 quanto o UE6000 vão te dar um grande incremento em relação ao que vc já tem. Vão te trazer mais transparência e definição, e uma sonoridade relativamente mais correta. Desses, considero o M50 o mais divertido (tem graves bem fartos e uma personalidade bem autoritária) e o UE6000, com o circuito de cancelamento ativo de ruídos desativado, bem mais correto. Como vc já tem dois fones “incrementados”, talvez essa última opção seja a mais indicada.

      Uma outra sugestão que eu te daria é o Grado SR80e. Na minha opinião, os Grados são os melhores fones pra rock, então é um modelo que vale a pena vc considerar. Mas (não sei se é sua preferência) acho que eles são melhores pra rock clássico do que pra heavy metal ou coisas do tipo. De qualquer forma, acho que vale a tentativa, até porque acredito ser o mais diferente dos fones que vc já tem!

      Um abraço!

      • Adriana

        Nossa, você respondeu mais rápido do que eu esperava, obrigada!

        Então, Leonardo, a minha ideia inicial era comprar o Grado SR80e, mas surgiu uma oportunidade de importar do Canadá, e não dos EUA. Infelizmente, o preço dos Grados no Canadá é terrivelmente alto (mais de 300 dólares canadenses pelo SR80i, com o dólar canadense custando pouco mais de 2 reais), acaba ficando inviável pra mim. Quando puder pedir pra alguém trazer dos EUA, o Grado com certeza vai ser minha opção.

        Já o UE6000 sai por CDN$ 121.99, e o M50 por CDN$ 138.99. Como você disse que ambos me dariam algum ganho em relação aos que já tenho, acho que vou de UE6000 por estar procurando um som mais “correto” no momento – sem, contudo, partir pra um fone “terrível” pra rock.

        Mais uma vez, obrigada pela resposta e pelo excelente trabalho. É muito bom poder contar com algo dessa qualidade desenvolvido no Brasil.

        Um abraço!

        • mindtheheadphone

          Ah, entendi Adriana!

          Nesse caso, acho que dá pra ir em qualquer um dos dois sem medo. Aliás, uma vantagem do UE6000 é que ele é muito correto e natural com o circuito de cancelamento ativo de ruídos desligado, mas quando ele é ativado, traz consigo alguns processamentos que incrementam os graves e os agudos – fazendo com que o fone se torne mais divertido. Acaba ficando um pouco um dois-em-um!

          Boa sorte, mas tenho certeza de que vc vai ficar satisfeita!

          Um abraço!

  • Adriana

    Eu ainda não consegui comprar o bendito fone! Tive um problema com o cartão de crédito e nesse meio tempo acabei encontrando lojas onde o preço do Grado é equivalente ao do Logitech. Estou em um dilema terrível porque, pelo que pude ler, os dois tem um som muito diferente.
    Acho que vou tirar no cara ou coroa, hahaha.

    • mindtheheadphone

      Ih, Adriana… agora ficou difícil! 🙂

      Mas sinceramente, acho que não tem muito erro, acredito que qualquer um dos dois vá te satisfazer! E, na pior das hipóteses, são fones com boa saída no mercado de usados. Vc deve conseguir anunciá-los nos Classificados do HTForum ou na comunidade Compra e Venda de Fones de Ouvido e Acessórios High-End e vendê-los sem muitos problemas!

  • Wagner

    Excelente review!

    Estou querendo comprar um fone novo p/ mim (hoje uso um Microsoft Lx 3000) e estou na dúvida em qual comprar para usar no PC!

    O uso principal será para jogos FPS (Battlefield) e também músicas (Rock), você acha que esse fone é uma boa p/ mim? Ou teria algum outro para recomendar na faixa de R$ 400,00 ~ R$ 500,00.

    Gosto de ouvir um bass, mas nada gritante também!

    Obrigado.

    • mindtheheadphone

      Olá, Wagner!

      Acredito que seja uma excelente opção. É um ótimo fone e deve atender às suas expectativas.

      Um abraço!

  • Cleber

    mindtheheadphone, em primeiro lugar, parabéns pelo trabalho.
    Considerando o teu conhecimento e experiência a respeito de fones de ouvido, pergunto: o que achaste do comparativo de fones feito pelo site sonicsense.com? (link: http://www.sonicsense.com/blog/headphone-shootouts/closed-back-headphones/closed-back-headphones-comparison)
    Os resultados convergem com a tua impressão dos modelos testados?
    Para quem não tem a oportunidade de testar diversos fones, dá para utilizar o comparativo como base para compra? Vlw

    • mindtheheadphone

      Olá, Cleber!

      Acho esse site excelente, e dá sim pra ter uma ideia do equilíbrio tonal do fone – característica que, pra mim, é a mais importante. Mas acho que deve servir apenas como uma noção, já que ouvindo as coisas são bem diferentes.

      Abraço!

  • Fábio

    Olá, gostaria de parabenizá-lo pelo blog !
    Encontrei-o hoje, e já li vários dos artigos, todos muito esclarecedores e interessantes!
    Contudo, mesmos com todos esses artigos, ainda fiquei com uma dúvida.
    Estou pensando seriamente em comprar o ath-m50 ou o ath-m50x ( pelo que li na internet o novo modelo tem poucas diferenças com o antigo..) , e gostaria de saber se eu comprasse também um DAC portátil como o FiiO E17 alpen ou o FiiO E07K, sentiria diferença. e qual seria o mais apropriado entre esses 2 DACs.
    Fiquei nessa dúvida, mesmo depois de ter lido os artigos sobre DAC e AMP, do E17 e do ath-m50.
    Sou iniciante no mundo dos audiófilos, contudo gostaria de retirar todo o potencial do ath-m50.
    Meu uso a princípio seria pra ouvir com meu notebook mesmo, que por sinal é bem simples, mas não possui chiado.
    Desde já agradeço!

    Abraço!

    • mindtheheadphone

      Olá Fábio, muito obrigado!

      Olha, isso vai depender muito da qualidade da saída do seu notebook. De qualquer forma, sendo um notebook simples, acho que os FiiOs podem te dar um incremento sim. Mas se vc quiser gastar menos eu também consideraria os DACs da HiFimeDIY, como esse aqui, ou então algum da Stoner Acoustics.

      Um abraço!

  • WILLY

    Olá … tenho um Razer Chimaera 5.1 … ele começou a abaixar o volume sozinho… já troquei as pilhas etc… poderiam me ajudar? vcs consertam headsets?
    Obrigado!

    • mindtheheadphone

      Willy, esse é um site de avaliações de fones.

      Minha recomendação é entrar em contato com a marca.

      Um abraço!

  • Paulo

    Mind, primeiramente parabéns pelo site!
    Estou começando a ter interesse nesse mundo da audiofilia e não demorou para que eu “caisse aqui”.
    Enfim, tenho uma duvida que ainda não achei uma resposta muito certa: Possuo um HD202 a +/- 2 anos e este foi meu primeiro fone de “verdade”, antes disso, só aqueles baratinhos de R$40,00. Agora já começo a pensar num upgrade, e estou pensando num fone com um pouco mais de graves que o atual HD202 e cheguei nesse M-50. Meu estilo de musica é relativamente variado na verdade, porém não costumo ouvir classico, nem jazz e ultimamente tenho dado uma atenção um pouco maior para eletronica, e foi aí que senti um pouco de falta nos graves do Senn… curto graves, mas nada exagerado.
    Seria lógica a aquisição de um M-50 no meu caso?

    E na faixa dos R$300~350 (seja aqui no BR ou importando, já com taxas) conheceria alguma alternativa mais em conta também?

    desde já, obrigado!

    Abraço

    • mindtheheadphone

      Olá Paulo, obrigado!

      Olha, no seu caso, acho que vale muito a pena esticar um pouquinho e pegar o M50. Acho que importando vai ficar caro, mas eles aparecem na seção de classificados tanto no nosso fórum quanto no HTForum por aproximadamente R$400 com alguma regularidade. Acho que vai ser a melhor opção pra vc – apesar de eu ter fones bem mais sofisticados, ele continua sendo minha opção quando quero ouvir música eletrônica.

      Um abraço!

      • Paulo

        Muito obrigado pelo retorno e pela dica, estarei de olho nos classificados dos fóruns 🙂

    • Gustavo
  • Guest

    Olá amigo! Tudo bem? Quero montar um pequeno Home Studio, e estou escolhendo um fone. Atualmente estou no Canadá, e vi algumas opções de fones na faixa de 100.00 dólares (Koss PRODJ100/200; Sony MDR-V6 e alguns outros – não testei). Sou um amante dos graves, mas acho que um fone com destaque muito forte nas baixas frequências seria ideal para mixagem. Qual me indicaria? Obrigado!

  • André

    Olá amigo! Tudo bem? Qual fone me indicaria para mixagem? Numa faixa de 100 dólares… Pois estou no Canadá e pretendo montar um pequeno Home Studio em breve. Já pesquisei alguns modelos (Koss PRODJ100; Sony MDR-V6) mas ainda não os testei. Sou um amante dos graves (baixista), mas imagino que um fone que destaque muito as baixas frequências talvez não seja ideal. Poderia me indicar algum?

    • Olá André,

      Acho que o M50 pode ser interessante, mas custa um pouco mais de 100 dólares. Também gosto do Sony V6, assim como do 7506. Dê uma olhada também no Grado SR80i.

      Um abraço!

  • Chefe, tranquilo?
    Só uma dúvida em relação a esse fone. O cabo é removível?

    • Olá, Bruno! No M50 comum não, mas no M50X, sua versão atualizada, sim. Um abraço!

  • Adão

    Mind, em primeiro lugar parabéns pelo site. Material com essa qualidade no br é indiscutivelmente escasso… Suas avaliações são sempre recomendadas no Adrena rsrsrs

    Emfim, eis minha duvida:
    Estou bolando um set de fones com pelo menos dois fones de qualidade pensando nas seguintes finalidades: jogar fps; musicas sem estilo definido (acústico, rock, instrumental, gospel); musica eletrônica com enfase em graves; imersão ao assistir filmes/serie/animes/etc e também ao jogar jogos que exigem algo tão analítico como rpgs.

    Pesquisando aqui, em sites gringos e lendo em outros fóruns, cheguei no seguinte:
    FPS: Akg k701
    Musicas “avulsas”: HD598
    Eletronica, bass e imersão: Ath M50x

    Então chefe, gostaria da sua opinião quanto a essas escolhas. Mesmo sendo um projeto pra longo prazo [primeiro tenho que arrumar em trampo descente, no momento só estou sonhando] gostaria de saber se meus devaneios estão no caminho certo.
    Abraços e vlw

    • Olá Adão, muito obrigado!

      Em minha opinião o sistema que vc idealizou está perfeito. A escolha dos fones me parece muito adequada para os seus objetivos. Só tenha em mente que com o HD598 e o K701 (eu na realidade recomendaria o Q701, que é a mesma coisa porém mais barato) talvez seja legal pegar também um DAC e amplificador, mas pode ser coisa simples, tipo o FiiO E10.

      Mas está ótimo, vc terá um bom sistema assim!

      Um abraço!

  • Douglas Martins

    Oi Mind, Eu gostaria de saber onde comprar o m50 ou o m40 em um lugar seguro.
    E se nao ouver por favor me fala um fone que tenha mais ou menos os mesmos atributos e que tenha em uma loja confiavel.
    Abracos.

    • Olá Douglas,

      Infelizmente no Brasil não é fácil achar o M50, mas de tempos em tempos eles aparecem à venda nos classificados do nosso fórum, nos do HTForum ou no grupo de Facebook Compra e Venda de Fones de Ouvido e Acessórios High-End.

      Outra opção de fone que está disponível no Brasil e que é fantástico é o Sennheiser HD 25-1 II. O preço costuma ser alto, mas de vez em quando aparece em algum lugar a um preço bom.

      Sobre ser confiável, basta procurar referências no ReclameAqui ou algo do tipo ou, se for no MercadoLivre, ficar atento à reputação do vendedor.

      Um abraço!

  • Jônatas de Campos

    Olá, gostaria de saber uma recomendacao na mesma faixa de preço com palco sonoro, resolução e neutralidade que poderia recomendar. obrigado

    • Olá Jônatas,

      Dê uma olhada no Audio-Technica A900X. Imagino que siga a linha do A700X, que é um ótimo fone. Vc também pode tentar o AD900X, que tem um palco sonoro bem expansivo, mas talvez seja excessivamente analítico.

      Um abraço!

      • Jônatas de Campos

        estou entre o m50x e o ad900x, gostaria de saber oque significa excessivamente analitico, se é uma coisa ruim.
        minhas escutas sao música classica, reggae, rock e set de DJs, para dançar um pouco.
        nao sou audiófilo, mas tenho a escuta musical dos musicos eruditos. fico pensando se vale dispensar os graves e a vedacao do m50x por uma clareza dos medios e agudos, mas nao tenho parametro pq nao tenho onde experimentar os fones.
        São perguntas amplas, mas sou pequeno entendedor. agradeco a atencao.

        • Então Jônatas, é o seguinte: fones diferentes apresentam personalidades diferentes, que podem ser boas ou ruins para determinados gêneros musicais.

          O M50X é um fone mais energético, com graves levemente acentuados e uma personalidade mais divertida. É muito bom pra ouvir rock e música eletrônica por exemplo.

          Já o AD900X é um fone mais focado nos médios e, principalmente, nos agudos. Ele também é bem mais aberto e espacial que o M50X. Ele ser excessivamente analítico quer dizer que ele é agudo e seco demais, provavelmente com pouca presença nos graves – o que não é problema pra música clássica mas em estilos como rock e música eletrônica pode incomodar bastante.

          Se vc tem um gosto eclético, ficaria com o M50X. Ele pode não ser tão bom quanto o AD900X em música clássica e talvez jazz por exemplo, mas em compensação, em momento nenhum vai incomodar ou ser tão inapropriado que vc vai perder a vontade de ouvir a música que quer– algo que pode acontecer com gravações particularmente ruins com o AD900X.

          • Jônatas de Campos

            fico muito agradecido pela ajuda.

  • Thiago Shinji Tsutsumi

    Olá! Eu venho acompanhando esse site há algum tempo, e com ajuda dele eu comprei o meu primeiro fone decente! Um Sennheiser HD202, que por sinal achei muito bom!
    Acabei deixando ele com minha esposa, e aqui no Japão tenho oportunidade de comprar um novo headphone!
    Desses três quais vc me indicaria? Audio-Technica ath-m50x, Audio-Technica ath mk700pro ou um Sennheiser HD25-1 II?
    Escuto principalmente rock, e também alguns blues!
    Continue com o trabalho excelente, pois é raro ver conteúdo de qualidade em português! Abç

    • Olá Thiago, obrigado!

      Eu ficaria entre o HD 25-1 II e o M50X. Acho que ambos vão te satisfazer em termos de qualidade de som, mas algo que pode ser um fator de decisão é o fato de o Sennheiser ser on-ear, portanto mais portátil porem menos confortável e o M50 over-ear, mais confortável mas meio grande pra ser usado na rua. Então depende do seu objetivo.

      Um abraço!

      • Thiago Shinji Tsutsumi

        Vlww
        Vou dar uma olhada nesses dois então! Estou mais tentado a pegar M50x mesmo! Gosto de ouvir no conforto de casa mesmo , além de ser um pouco mais barato por aqui! Obrigado!

  • Ângelo Munhoz Silva

    Leonardo, excelente avaliação! Parabéns pelo site!

    Gostaria de saber se conhece algum lugar no Brasil onde eu possa comprar o M50. Procurei por alguns sites mas só encontrei na Amazon e sem a opção de envio para o Brasil.

    Abraço!

    • Olá Ângelo, obrigado!

      Infelizmente aqui no Brasil não é fácil… até existem alguns poucos lugares, mas o preço é muito alto. Se vc não se incomodar em comprar usado, essa seria minha sugestão. É relativamente comum que esse fone apareça nos Classificados do nosso fórum, nos do HTForum ou no grupo de Facebook Compra e Venda de Fones de Ouvido e Acessórios High End a um preço relativamente baixo, por volta dos R$500 reais em excelente estado de conservação. Seria minha sugestão!

      Um abraço!

  • Cid Solano

    Leonardo, Parabéns pelo site!

    Após ler milhares de reviews acabei me deparando com esse site. Tava querendo um Fidelio L2 + fiio q1, mas por um preço semelhante consigo o ath-m50x. Com sua grande experiencia, poderia dizer, em sua opinião, qual seria a melhor escolha?
    Obrigado.
    Abraço!

    • Olá Cid, obrigado! Peço desculpas pela demora em responder, não sei por que não recebi um e-mail de notificação… espero que ainda dê tempo.

      Definitivamente o M50. Em minha opinião, é um fone muito superior ao Fidelio.

      Um abraço!

  • Luciano Chaves

    OIa Leonardo. Me dei por vencido. Acabei de comprar um FiiO E18 kunlun ( já conhece?) e vou comprar em breve um M50x e depois um Q701. No site amazon existem fones “refurbished”. vale a pena?

    • Olá Luciano,

      Geralmente valem a pena sim, são fones usados mas em estado de novo.

      Um abraço!

  • Luciano Chaves

    OLA Leonardo. Vejo muito M50x no ML com preços que vaiam muito de cerca de 900,00 ate 1700,00. Podem ser falsificados? O que voce me diz entre o Sony MDR-1A E O M50X?

    • Não tenho notícia de M50s falsificados, não me preocuparia com isso. Entre o 1A e o M50X, prefiro o M50. Mas é menos portátil e menos atraente, caso isso seja importante pra vc.

      Um abraço!

  • Thiago Souza

    Plá Leonardo, cara to querendo muito esse M50x, só estou com algumas dúvidas, já vi que ele é bom pra jogos de fps agora queria saber se ele é bom para filmes? no mercado livre, novo ele ta saindo por R$889, ta caro? barato?

    • Olá Thiago,

      Sim, é ótimo pra filmes.

      Esse preço não está baixo (pense que é um fone de US$130), mas também não é dos mais altos que já vi. Se vc fizer uma importação formal vai pagar mais ou menos isso, então dá pra considerar!

      Abraço!

  • Bernardo de Castro

    olá, leonardo. em primeiro lugar, parabéns pelo trabalho desenvolvido aqui. ajuda bastante a quem está se iniciando na audiofilia. cheguei ao ATH-M50 (ou ATH-M50X) justamente por ser um dos mais populares dentre os disponíveis da marca no brasil. a análise me deixou em dúvida, porque a minha intenção ao adquirir um fone desse preço é ouvir estilos musicais que não se dão bem com caixas de som (sobretudo ambient e derivados: william basinski, brian eno, ulver, harold budd, tim hecker, algo assim) e, ao que parece, o M-50/M-50X privilegia os graves, em detrimento das demais frequências, além de ser mais oclusivo. por outro lado, as alternativas da marca (A700X, AD700X) não parecem oferecer um produto tão bom no geral quanto o M-50.

    dito isso e considerando que eu não tenho exatamente um ouvido crítico, você recomendaria investir no M-50 como fone de entrada? na faixa dos R$900,00, há alternativa melhor?

    • Olá Bernardo, obrigado!

      Olha, hoje, não acho que o M50 seja um fone com graves exagerados não – principalmente o M50X. Para esses estilos, o palco sonoro de algo como um AD700X seria sim interessante, mas me preocupa a carência de graves. Acho que um M50X seria sim uma boa pedida!

      Um abraço!

      • Bernardo de Castro

        Valeu demais pelo feedback! Muito satisfeito com o fone. Deu a ambiência necessária para os estilos citados, sem sacrificar versatilidade. Vou continuar ligado aqui e no forum, já pensando nos próximos passos dentro do hobby. Abs!

  • Sidney “brujo”

    Bom dia, Leonardo !! Primeiro, queria dizer que conheci seu site devido ao meu recente interesse por fones mais profissionais e já não sei mais quantas horas eu passei lendo seus artigos. Meus parabéns! Tenho duas dúvidas, ficarei feliz se puder me ajudar: com relação ao modelo ATH m50x, há grandes diferenças com relação aos aspectos de construção e – principalmente – sonoro? Segunda: você conhece o modelo da Pioneer DJ HRM-5? Em nível de som, como ele seria comparado ao ATH m50x ( é que tenho interesse em comprar um deles )?? Agradeço desde já !!

    • Obrigado, Sidney!

      Não há muita diferença em relação ao M50X não – fisicamente só o cabo removível (e a inclusão de mais de um cabo na embalagem), mas aparentemente há uma pequena melhoria na qualidade de som.

      Eu não conheço o Pioneer, mas tendo em vista o quanto o M50 é consagrado, iria nele.

      Abraço!

      • Sidney “brujo”

        Ajudou muito, Leonardo. Muitíssimo obrigado. Ah, estou acompanhando também seu canal no youtube !!

      • Sidney “brujo”

        Olá Leonardo!! Desculpe abusar de sua gentileza, mas uma última dúvida: vou usar ele basicamente para ouvir música no meu LG ( que usa Android ), meu Sony Walkman NWZ-A865 e no meu FiiO X1 2nd Generation. Você acha que se eu usar um Amp ou um DAC/ Amp haverá uma diferença significativa no som ou será algo muito sutil?

        • Definitivamente não, vale a pena o investimento, Sidney! Vc já tem boas fontes.

          • Sidney “brujo”

            Ah, bom saber!! Obrigado pela resposta, Leonardo !!!

  • Paparazzi

    Com licença meu caro Leonardo, eu to querendo comprar esse headphone mas não sei se vale apena comprar um DAC/AMP, no caso eu pretendia comprar o FiiO E18 Kunlun pra poder usa-lo no computador e no smartphone, mas não sei se ele faria uma diferença significativa já que eu não faço ideia do que seja um áudio convertido pro áudio analógico, você acredita que vale apena usar esse DAC/AMP ou algum outro que esteja na mesma fáixa de preço com o ATH-M50X ? Desde já agradeço.

    • Opa! Te respondi no Facebook já, mas alguns adicionais:

      Todo áudio que vc escuta é analógico – no vídeo do seu comentário explico isso, dá uma olhada lá –, áudio digital nada mais é do que uma forma de “transportar” a mídia digitalmente. Mas, obrigatoriamente, o que vc ouve já foi convertido pra analógico em algum momento.

      E reiterando: não acho que valha a pena pegar o E18! É mais jogo vc fazer um upgrade de fone ou então pegar um outro fone, que te dê uma assinatura sonora diferente – como, por exemplo, um Sennheiser HD598 ou um Grado SR80.

      Abraço!

      • Paparazzi

        Facebook não, youtube, mas eu só comentei la porque você não tinha respondido aqui mas tudo bem se você diz que não vale apena gastar dinheiro com um dac/amp então vou seguir seu conselho, mas eu quero o ath-m50x porque dizem que ele é um headphone fone bem equilibrado pra se ouvir músicas dos mais variados gêneros, ou isso não é verdade ? Se não for esses dois que você me recomendou atendem mais aos meus requisitos ou quem sabe algum outro ?

        • Ah, isso. De qualquer forma, eu respondo em todos os lugares – é só ter um pouco de paciência, porque respondo quando posso!

          Mas então, se entendi bem, vc ainda não tem um M50X, correto? Se sim, pode ir. Não tem erro, é um belo fone.

          • Paparazzi

            Pois então eu vou comprar o M50X mesmo, mas como você disse no vídeo sobre dacs e amps a maioria deles não necessitam de um, a não ser que o headphone exija mais energia ou caso a fonte seja ruim o que é o meu caso, por isso eu to pensando em comprar o fiio e10k, você acredita que seja uma boa escolha ou recomenda algum outro ? Mas precisa custar no máximo 100 dólares, no aguardo da sua resposta, obrigado!!!!!!!!

  • Lucca Sgroia

    Leonardo, beleza? Estou algumas dúvidas em fones no geral. Eu comprei um Arcano SHP 300, porém, ele não está me satisfazendo, em dois pontos: Volume, graves e conforto.

    Por conta disto, quero troca-lo, ou fazer algo que melhore o grave, como por exemplo comprar uma placa de som, mas não sei se isso me ajudaria. Em relação ao conforto, há um vendedor no mercado livre que faz pads artesanais…

    Em mente tenho alguns fones, porém não sei se atenderia as minhas necessidades, eu gosto de ouvir muita música eletrônica, onde os graves são bem acentuados. Em relação a jogos, jogo tudo no geral, fps, lol, mundo aberto… E no caso de alguns jogos, queria sentir as explosões, como se eu tivesse no jogo.

    Alguns fones que vi e que poderia me atender: M50 (o M50X muda apenas o cabo, certo), Fidelio L2, HD598 CS, HD518.

    Não quero gastar muito, se eu for comprar algum fone, pago até R$ 600,00 R$ 700,00 (Seminovo)

    • Olá, Lucas!

      Com o seu orçamento, eu procuraria um M50 – não conseguindo, um L2 mesmo. Com eles, vc não precisaria se preocupar com amplificação.

      Abraço!

  • Paparazzi

    Você já usou o Audio Technica ATH-MSR7 ? Caso tenha, poderia me dizer se vale apena compra-lo ao invés do Audio Technica ATH-M50X ?

    • Já sim Paparazzi, e gostei muito. Mas são personalidades distintas. O MSR7, numa rápida audição, me pareceu muito equilibrado, mais musical e refinado. Sinceramente, é o que prefiro, mas sei que muitos podem preferir o M50.

  • Leopoldo Ferreira

    Leonardo, meu primeiro fone (e uso ele muito) é o audiotechnica ath-m40x, escuto músicas eletrônicas, hiphop, músicas que puxam pro graves, o m40x tem um detalhamento fantástico, porém, falta graves, surgiu a oportunidade de adquirir um razer adaro stereo por 100 reais, não pensei 2x e comprei, ele é excelente pra graves mas não tem detalhamento como o m40x, resumindo, tem muita diferença entre o m40x para o m50x que faça valer o investimento? Ou teria algum fone que tenha um grave absurdo igual ao adaro mas com detalhamento do m40x?

    • Oi Leopoldo, tudo bem?

      Olha, nunca ouvi o M40X mas ele é, aparentemente, um fone absurdamente equilibrado. O M50X tem mais graves, mas não tenho como comparar porque nunca ouvi o M40X e nem o Adaro…