Sennheiser CX 300-II

OBS: Esse fone é alvo frequente de falsificação! Suspeitem de fones muito baratos aqui no Brasil!

INTRODUÇÃO

O segundo fone intra-auricular de alto nível que tive foi um Sennheiser IE8. Aqueles que leram o comparativo que fiz com o Shure SE530 sabem que não é meu fone favorito, por ser realmente desbalanceado devido a um significativo bump nos graves. Mas o fato é que o IE8 foi um fone muito bem aceito no mercado, e um dos primeiros IEMs high-end (e até hoje um dos únicos) a contar com um diafragma dinâmico.

Essa tecnologia persiste em todos os intra-auriculares da marca, exceto pelo recém lançado – e caríssimo – IE800. O objeto dessa avaliação é o CX 300-II, segunda iteração do IEM de maior sucesso não só da marca, mas também do mercado de intra-auriculares em geral. Devido a uma boa qualidade sonora aliada a um preço baixo, apenas 50 dólares (podendo ser encontrado por ainda menos) o CX 300 foi vendido aos montes, como um substituto de qualidade aos fones inclusos em mp3 players para aqueles que queriam algo melhor, mas gastando pouco.

 

ASPECTOS FÍSICOS

O CX 300-II é um fone muito bem construído, principalmente pelo preço. É todo feito de plástico, mas apresenta alguns detalhes de construção interessantes, como os cromados com o logotipo da marca. Sinceramente, não há do que reclamar, principalmente tendo o preço em vista. O cabo é de boa qualidade e aparente ser resistente, principalmente pelos strain reliefs bem grandes. Me parece conseguir resistir a anos de abuso.

urlO corpo do fone em si é muito pequeno e leve, o que proporciona um alto nível de conforto, mas o isolamento poderia ser um pouco melhor. Ele acompanha ponteiras de três tamanhos diferentes, o que parece pouco perto de boa parte dos outros intra-auriculares com os quais tenho experiência. Mas aí me lembro que estou falando de um fone de 50 dólares, e que essas três ponteiras certamente já vão ser suficientes para 99,9% dos usuários. Além das ponteiras, o fone inclui um saquinho de silicone para transporte com um interessante fechamento por ímã. Não é nada demais, mas cumpre o seu papel.

Minha única reclamação é o cabo em formato de J: é maior de um lado do que do outro, para que a parte principal do cabo, antes da divisão entre os lados, entre por um lado só. Alguns fones são assim, mas é algo que definitivamente não gosto – e conheço pouca gente que prefere esse tipo ao tradicional cabo em Y.

 

O SOM

url-3Fora o HD800 e o HD700, acredito que a Sennheiser tenha, em boa parte dos modelos atuais, uma personalidade característica. O CX 300-II me parece seguir a mesma filosofia de fones como IE8, HD650, HD600 e HD595. Obviamente é mais para uma filosofia geral, já que são todos muito diferentes. O traço em comum é um ligeiro véu, uma sonoridade mais calorosa e fechada que parece priorizar uma apresentação musical, e não analítica. Quero deixar claro que esse é um mero traço em comum entre os fones que eu falei. O IE8 e o CX 300-II são muito diferentes tanto dos full-sizes quanto entre si, mas me parece que o objetivo deles é o mesmo.

A primeira característica que salta aos ouvidos são os graves. Como é de se esperar de um fone dinâmico nessa faixa de preço, eles são consideravelmente pronunciados. Acho que isso se deve tanto ao fato de ser difícil controlar graves num fone com essas características quanto ao público alvo mais generalizado. No entanto, não encobrem significativamente outras faixas de frequência, e têm boa qualidade. O impacto é bom, mas essa região, é claro, não é um exemplo em textura e definição. Não espere a resolução de um Ultimate Ears UE600, por exemplo. Mas, novamente, talvez seja injusto esperar mais do que é apresentado pelo preço. A extensão, aliás, é ótima. O CX 300-II mostra com facilidade os graves da Truant, do Burial.

Os médios são bons, e apresentam boa clareza e detalhamento, porém em algumas situações falta uma última gota de corpo, e os graves podem acabar tirando um pouco de atenção dessa região. De toda forma, esse IEM apresenta vozes, guitarras, pianos e instrumentos centrados nos médios com muita desenvoltura. Há pouco do que reclamar. Esses bons médios, junto com o impacto dos graves, são uma ótima receita para música eletrônica e rock. É uma apresentação bem energética, mas que também pode ser doce, quente e musical em jazz ou gêneros acústicos.

url-1Nos agudos, porém, há um problema um pouco mais significativo. Há um roll-off aliado a um pico numa região específica, o que pode causar impressões muito distintas em músicas diferentes: em algumas o fone parece escuro e mais caloroso – no fantástico jazz de Madeleine Peyroux, por exemplo –, mas em outras, por causa do grave acentuado aliado ao pico, os médios parecem recuados e a resposta é interpretada como em V e muito mais fria – a Radio do Jamiroquai exemplifica bem essa característica, assim como algumas músicas de rock. Porém, normalmente ele pende para o calor e a musicalidade.

Esse problema não é algo que incomode boa parte do tempo, e novamente temos que considerar que estamos falando de um fone consideravelmente barato. E os agudos, apesar de estarem longe da perfeição, não tendo o corpo ideal e sendo consideravelmente granulados, têm boa presença e compõem bem a apresentação geral do CX 300-II.

Em termos de palco sonoro não há muito o que esperar, mas confesso que o Sennheiser não é dos piores, possivelmente pelo diafragma dinâmico e pelo isolamento um pouco abaixo da média. Em momento algum sinto uma apresentação claustrofóbica.

 

CONCLUSÕES

O Sennheiser CX 300-II se mostrou um ótimo fone. É pequeno, conveniente, barato e tem boas características sonoras. Se adequa bem a uma vasta gama de gêneros musicais, priorizando geralmente uma apresentação mais calorosa e musical, e suas falhas são mais do que aceitáveis para um fone nessa faixa de preço. É claro que não é um fone que vai mandar pessoas correndo para as colinas, mas não tenho dúvidas de que vai satisfazer totalmente aqueles que não são audiófilos ou que não tem grandes pretensões em termos de qualidade sonora, mas que também não se contentam com os earbuds “grátis” que costumam ser incluídos em tocadores mp3, celulares ou notebooks. Recomendado!

 

Especificações Técnicas

Sennheiser CX 300-II – US$ 59,00 MSR (o preço de rua pode chegar até US$35,00)

  • Driver dinâmico único
  • Impedância (1kHz): 16 ohms
  • Sensibilidade (1kHz): 113 dB/1mW
  • Resposta de Frequências: 19Hz – 21kHz

 

Equipamentos Associados:

iPod Classic

 

Onde Encontrar

Camelot

Submarino

AccessoryJack

Amazon

59 Comments
0
  • Cauê

    Bem interessante esse fone, encontrei ele a venda numa loja daqui, mas por 239 reais, ai fica complicado… existe alguma loja que você recomenda importar, Leonardo?

    • Cauê, só procurando mesmo. Tenta ver na AccessoryJack e na LDI, são lojas confiáveis que entregam aqui, só não sei o preço! Se possível, o Amazon também é uma boa opção.

      • Cauê

        Consegui encontrar nessas lojas por um preço razoável, assim que der pretendo adquirir esse fone.

  • Raul

    “É claro que não é um fone que vai mandar pessoas correndo para as colinas”. Pode falar um pouco mais sobre?

    • Raul, essa é só uma expressão, uma forma de dizer que não é um fone incrível – assim como qualquer outro em sua faixa de preço.

  • Como ele se sai em comparação ao Philips SHE9000?

  • marcelo

    ola,entre esse sennheiser cx 300 II e um audio technica ckm500 / cks55,qual voce acha que se daria melhor com hard rock/blues/tecno ?
    grato

    • Olá Marcelo,

      Nunca ouvi o CKM500 ou o CKS55, mas pelo que conheço da sonoridade da marca e do CX 300-II, os AT provavelmente vão ter um pouco mais de agudos. Então depende do que vc busca! Mas não esqueça que estou dando um chute.

      Um abraço!

      • marcelo

        Obrigado por responder.Irei provavelmente de AT entao ,ja que prefiro agudos ao graves.
        Lhe acompanho sempre pelo htforum.
        abraço

  • Esse fone que me contaminou com o bicho do headphone. E talvez tenha me tornado um fanboy da sennheiser também.

    • O CX 300-II é um ótimo começo! E se for pra ser fanboy de uma marca de fones, uma das que mais merece é a Sennheiser.

  • Carlos Paixao

    Oi! Parabens pelo seu ótimo blog! Eu posso esperar vc um dia fazer review dos IEMs da suéca Nocs?

    Valeu!

    • Obrigado, Carlos!

      Infelizmente não tenho acesso a um Nocs – nem conhecia a marca, pra ser sincero –, mas se algum dia tiver, certamente vou fazer um review.

      Um abraço!

  • Carlos Paixao

    Eu tenho um NS400 a 2 anos, e posso dizer que é incrivel como a cada dia ele fica melhor! Principalmente para musica eletronica.
    Bem como o cx300II, ele tb usa um driver dinamico. Adoraria ler a sua opiniao a respeito dele, pois a sua opiniao para mim é muito relevante, meu amigo!

  • Ivan Gorato

    Olá, boa noite. Belo review. Sou bastante leigo no quesito fones de ouvido, mas gosto muito de música e aprecio muito esse assunto. Se surgir uma oportunidade gostaria de ver uma review do intra-auricular da Razer, o modelo Moray. Curto bastante DeepHouse e Chillstep e é claro as boas músicas da Burial que você recomenda e seria interessante saber se esse fone vale a pena até porque o preço é bastante atrativo.

    Grato.

    • mindtheheadphone

      Olá Ivan, obrigado!

      Pelo que sei, fones gamers não costumam ser boas opções para música. São artificiais, e isso parece valer para marcas como a Razer. Acredito que o Moray até possa ser um bom fone, mas apostaria que algo de alguma marca consagrada na mesma faixa de preço é provavelmente melhor. Numa rápida pesquisa, achei uma avaliação da CNET que diz justamente isso – na faixa de preço do Moray, o CX-300 II parece ser uma melhor opção para música.

      De qualquer forma, se em algum momento tiver a oportunidade de testar um Moray, certamente farei uma avaliação.

      Um abraço!

      • Ivan Gorato

        Opa…obrigado pela atenção, vou dar uma pesquisada nesse modelo. No aguardo pelo review.

        Abraço!

  • Samuel

    Olá amigo! Seus relatos são muito bons. Sou um iniciante com pouca disponibilidade financeira, mas com boa audição e os fones a que tenho acesso são os porta pro e akg 414. Queria sua opinião sobre eles e o que seria preferencial para uso portátil em relação ao cx-300. Estou lendo tudo em seu site que vem se mostrando de muito boa qualidade. Espero poder participar mais.

    • mindtheheadphone

      Obrigado, Samuel!

      Não sei se entendi bem a pergunta – vc quer escolher entre o PP, o K414 e o CX 300? –, mas considero o CX 300 a melhor opção. Acho o PortaPro melhor em qualidade de som, mas além de ser difícil comprar um original, ele não isola nada, o que prejudica bastante as audições em locais barulhentos. O CX 300 é um melhor compromisso, acredito.

      Um abraço!

  • Caio Vellosa

    Olá! Parabéns pelo site, gosto muito das suas avaliações!
    Estou num dilema aqui (não sou audiófilo, até agora só escutei música em fones que vem junto com o celular. Pra falar a verdade, escutei uma vez um razer electra e fiquei maravilhado hahah), quero comprar um fone in-ear de até uns $60 que se aproxime o máximo possível da sonoridade que o artista fez. Talvez seja minha unica exigência. Vasculhei pela rede e encontrei esse sennheiser cx300-II, o Audio-Technica ATH-CKM55, o Logitech Ultimate Ears 600 e o Sennheiser MM30i. Se possível, gostaria que você me sugerisse algum!

    Grato.

    • mindtheheadphone

      Olá Caio, muito obrigado!

      Te respondi no fórum, como vc já viu, ok?

      Um abraço!

  • ezequiel dos santos rocha

    Olá, primeiramente queria falar que gostei muito do seu blog, parabéns.
    Vamos lá, Tenho um fone desses e estou gostando do som, também recentemente comprei o headphone Sony MDR-1 gostei também, apesar de achar os graves dele um pouco distantes. Gostaria de perguntar, com a sua experiência qual fone intra eu deveria pegar caso fosse trocar meu Cx 300 II? Um da sennheiser mesmo, e um de outra marca também.

    • mindtheheadphone

      Olá Ezequiel, obrigado!

      Depende da faixa de preço e dos estilos que vc ouve. Entre no nosso fórum, lá podemos te ajudar melhor.

      Um abraço!

  • Daniel Vital

    Oi Leonardo, quero dizer que acompanho o site e gosto muito e admiro as suas avaliações, totalmente imparciais e fiéis, você realmente nos coloca tudo sobre todos os aspectos e eu acho muito importante esse tipo de abordagem. E como eu não poderia deixar de citar, você é uma das raríssimas pessoas que consideram e tratam o fone de ouvido não como um mero acessório e sim como um verdadeiro aparato, algo que eu considero essencial pra quem gosta de música, sem se prender a gêneros específicos. Me identifiquei bastante com sua história, porque eu sempre pensei que não era um cara normal, nunca me contentando com “o fone que vem com o aparelho”.
    Falando em Sennheiser…dispensa qualquer apresentações. Quero muito comprar um CX 300 II, mas aqui no Brasil, fica difícil com os preços exorbitantes.
    Adorei a avaliação do SoloHD…só comprovou o que eu já pensava, muita imagem pra pouco ou nenhum resultado…
    Parabéns pelo seu trabalho.

    • mindtheheadphone

      Muito obrigado, Daniel!

      Na realidade, a apreciação pelo áudio de qualidade sempre existiu – o problema é que essa apreciação geralmente acontece em pequenos círculos, e a maioria das pessoas não sabe nem que esse mundo existe. Hoje, o maior centro de “apreciação” do assunto é o fórum internacional Head-fi. Já aqui no Brasil há o HTForum, sobre áudio e vídeo em geral. A parte de fones de ouvido anda meio morta – um dos motivos pelos quais criei meu fórum, ao qual gostaria de convidá-lo a participar –, mas durante muito tempo foi onde grande parte dos entusiastas do Brasil discutiam sobre o assunto. Já chegamos, inclusive, a organizar encontros onde os participantes levavam seus equipamentos. Fiz bons amigos assim!

      Enfim, acho que esse mundo é sensacional e, se vc quiser se aventurar nele, vai ver que sua apreciação pela música só tende a crescer.

      Um abraço!

  • Jeff

    Acabei de comprar esse fone em Londres, mas, infelizmente, fiquei muito desapontado.
    Havia lido bons relatos na net a seu respeito, mas quando chegou na hora do vamo ver…
    Minha opinião bem clara e direta: graves bons (nada muito excessivo) , médios um tanto escondidos e o pior vem agora: agudos excessivamente estridentes e incômodos.
    Para quem gosta de um rock mais alternativo/agressivo, sentirá muito desconforto com esse modelo.
    A caixa, o chimbal e os pratos da bateria destoam e se sobrepoem ao conjunto do som, causando uma sensação de “chiadeira” em alto volume.
    Tenho um Sony Ex310LP (excelente fone) e posso afirmar com muita convicção que seu som é muito mais equilibrado e definido do que este Sennheiser CX 300II.
    Foi meu primeiro modelo Sennheiser, e também minha primeira decepção.
    Enfim, se soubesse disso, teria pego um outro da Sony de mesmo valor.
    Minha opinião.
    Abraços!

    • mindtheheadphone

      Olá Jeff,

      Infelizmente, esse é um problema inerente a todo o sistema de avaliações. Veja que todas as características que vc citou batem, ao menos em parte, com o que escrevi na avaliação (graves presentes, médios algo recuados e agudos com um pico específico); no entanto, a forma como percebemos essas características me parece diferente. Para mim, não foi nada que matasse o fone, por assim dizer. Continuo o considerando um ótimo in-ear de entrada.

      Sua percepção, no entanto, foi oposta, e não há nada que pode ser feito – meu gosto pode ser diferente do seu – e ninguém está certo ou errado. Por isso tenho um texto onde discorro um pouco sobre essas questões que permeiam as avaliações em si, onde falo justamente que avaliações devem ser vistas como uma opinião que pode atuar como um guia superficial – e nunca como uma verdade absoluta.

      Me surpreende, no entanto, que vc considere o EX310LP mais equilibrado, principalmente tendo em vista que vc reclamou dos agudos do CX 300-II. Já ouvi o EX310 e já tive um EX90LP (precursor do EX500 pelo que sei) e um EX1000. A característica que mais sobressai em todos esses modelos na minha opinião é, justamente, um pico nos agudos que me incomodava bastante.

      Nessas horas, é bom lembrar da máxima audiófila: everyone hears differently 😉

      De toda forma, acho válido tentar se acostumar um pouco à nova sonoridade. É perfeitamente possível que em pouco tempo vc se acostume com ela e acabe gostando.

      Um abraço!

      • Jeff

        Olá, Leonardo!

        Agradeço seu feedback.

        Vou seguir sua sugestão e me “abrir” para o fone.

        Admiro muito seus “reviews” e seu site.

        Continue o excelente trabalho!

        Abraço!

        • mindtheheadphone

          Muito obrigado, Jeff!

          Espero que vc acabe gostando do CX 300-II.

          Um abraço!

  • Eliezer Souza

    Talvez vcs gostem de saber, mas comprei esse fone só por causa desse review…excelente site, os artigos são muito bem escritos, numa leitura fácil e agradável, e ao mesmo tempo bem informativo.

    []´s

  • Marcus Mendes

    Amigo, encontrei o dito fone por R$170,00, no site Balão da Informática, que sempre me pareceu um site idôneo e confiável.

    No entanto, após ver a primeira linha da sua resenha, fiquei bastante preocupado. Como poderia me certificar que o fone é original, antes de realizar a compra?

    Outra coisa, você indicaria fazer o burning in do fone durante quanto tempo?

    • mindtheheadphone

      Olá Marcus!

      Bom, pelo que sei (já comprei lá) a Balão da Informática é uma loja séria, então não sei se eles venderiam um fone falsificado. De toda forma, acho que vale a pena buscar na internet como identificar um falsificado só para ter certeza!

      Sobre o burn-in, eu não indico fazer porque não acredito no efeito. Recomendo ler os dois artigos que já escrevi sobre o assunto ( e ). Ouça seu fone sem se preocupar com isso. Mesmo se ele mudar alguma coisa, pode ter certeza que sua percepção a respeito dele vai mudar muito mais!

      Um abraço e boa sorte!

  • wesley19

    Olá, entre esse sennheiser e um razer hammerhead, qual se sai melhor no quesito grave e medios ?

    • Olá Wesley,

      A Razer é uma marca muito ruim. Recomendo o Sennheiser.

      Um abraço!

  • Vanessa Souza

    Maravilhosa a resenha!
    Iria adquirir um Beats, mas depois de pesquisas aqui e acolá me parece que se paga apenas pelo nome e design e que a qualidade dos intras não são bons.
    Enfim, essa resenha me convenceu a comprar esse fone, sou fascinada por música, acho até que minha vida também depende disso rsrs.
    Porém até hoje gastei no máximo R$40,00 em fones, um intra da Philips.
    Estou ansiosa pra sentir o que esses fones oferecem!

    • Muito obrigado, Vanessa!

      Acho que o CX 300-II é um fone muito competente, e tem tudo para agradar 🙂

  • João

    vale mais a pena adquirir esse cx300 ou um HD202 ??
    obrigado desde ja …

    • João, depende, um é um intra-auricular e o outro um circunaural. Então depende totalmente do seu uso.

      Um abraço!

      • João

        Geralmente eu ouço músicas no meu iPod Nano 7G … Nesse caso qual o mais recomendado ?

        • João, a questão não é essa, é onde vc pretende usar o fone: em casa ou na rua? Se for mais na rua, o CX 300 provavelmente será uma melhor opção porque é menor e mais conveniente e também porque proporciona um maior isolamento contra ruídos externos.

          Já o HD 202 é um circunaural, ou seja, é um fone grande, não muito portátil, e certamente menos conveniente, porém (arrisco dizer) para a maioria das pessoas mais confortável e, acho, com uma qualidade de som melhor. Ou seja, é melhor pra ser usado em casa.

          • João

            Aah sim agora esclareceu tudo kkkkk provavelmente vou pegar o Sennheiser mesmo
            Obrigado !!!

          • Mas os dois são da Sennheiser 🙂

          • João

            Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
            Esqueci de colocar HD202 ali

  • Luciano Chaves

    Ola amigo. Estou a procura de um fone para acompanhar meu sansa clip (que adquiri depois de seu review ). Usarei tanto em casa como na academia e vi que tem o mesmo modelo cx 300 li sports. Ja possuo um HD 280 pro e pretendo tambem em breve comprar um fiiO E12.
    Nessa faixa de 300 a 400 tem algum outro in-ear que me recomende?

  • Luciano Chaves

    Ola amigo. Estou a procura de um fone para acompanhar meu sansa clip (que adquiri depois de seu review ). Usarei tanto em casa como na academia e vi que tem o mesmo modelo cx 300 li sports. Ja possuo um HD 280 pro e pretendo tambem em breve comprar um fiiO E12.
    Nessa faixa de 300 a 400 tem algum outro in-ear que me recomende?

    • Luciano Chaves

      Corrigindo CX380 sport

    • Olá Luciano,

      Acho que no seu caso um FiiO E12 seria desnecessário – um upgrade de fones seria bem mais interessante. De toda forma, para recomendações de fones, dê uma olhada no Tópico de Indicações do nosso fórum!

      Um abraço!

  • Rafael Andrade

    Leonardo,

    Depois de pesquisar sobre uns 10 a 15 in-ears diferentes (muitos do “tópico de indicações”), li esse review e fiquei totalmente convencido de que esse era o fone mais do que certo para mim (que escuto muita música eletrônica). Porém, uma única e infeliz característica me fez desistir da compra… a diferença no tamanho do cabo em cada lado do fone. Odeio fones com esse modelo de cabo!!!
    Com isso, o que vc me recomendaria para substituir esse CX 300II?
    Considere que o encontrei por 25 dólares, que está dentro do meu orçamento (R$ 150 – 200)
    Abraço

    • Olá Rafael,

      Olha, apesar de lá fora serem muito mais baratos, acho que como vc ouve muita música eletrônica, daria pra pensar num fone da KZ.

      Um abraço!

  • Jônatas Oliveira

    mindtheheadphone,

    Pesquisei a respeito desse fone, e encontrei alguns modelos com descrições, CX 300-II, CX 300B, CX 300p.
    Entre esses modelos há uma variação no preço dos mesmo.

    Minha pergunta é: Há alguma diferença final na qualidade e sonorização entre esses modelos??

    • Olá Jônatas,

      Infelizmente não sei dizer… é necessário fazer uma busca sobre isso no Google.

      Um abraço!

  • Roberth Lima

    ótimo review, poderia ter um review do sennheiser in-ear IE60 também

    • Obrigado, Roberth! Tendo acesso a um IE60, certamente farei um review.

      Um abraço!

  • Bernardo Pena

    Parabéns pelo review companheiro ! Estou a procura de um fone com um bom isolamento e gostaria de saber a sua opinião. Os modelos Shure SE215-K e da Bose na faixa dos 100 dólares sao a primeira opção, mas vi esse senheiser e gostaria se é um bom custo benefício ou é melhor investir no bose ou shure
    .